Supergirl terá ajuda do primo famoso Superman na série de TV

Supergirl terá ajuda do primo famoso Superman na série de TV

Nova temporada de 'Supergirl', que estreia nesta quarta, 26, estabelece a relação entre os personagens vindos do planeta Krypton

Pedro Antunes, O Estado de S. Paulo

26 Outubro 2016 | 07h00

VANCOUVER - “Há uma dinâmica de família bonita entre eles”, explica Melissa Benoist, a atriz que dá vida, atualmente, à única protagonista de série de super-heróis femininas da TV. Em Supergirl, ela interpreta Kara Danvers, também conhecida como prima de Superman, o integrante mais famoso da família daqueles que ostentam a letra “s” gigantesca no peito.

A partir dessa segunda temporada, cuja estreia no Brasil ocorre nesta quarta-feira, 26, às 22h30, no Warner Channel, Kara terá a companhia de Kal-El, conhecido pelos terráqueos como Clark Kent. Mas é possível chamá-lo de Superman, mesmo. “A relação entre os dois personagens é muito bonita”, explica a atriz. Na TV, o novo escolhido para vestir a capa vermelha é Tyler Hoechlin (Teen Wolf). 

+ Superman, o herói que definiu a perfeição, ganha 'biografia não autorizada'

“Vou dizer uma coisa, a gente realmente já comparou as roupas”, contou a atriz, em um encontro com jornalistas da América Latina, em duas entrevistas divididas por chamados para novas gravações. As roupas dos dois heróis, apesar das semelhanças nas cores, ela avalia que cada um dos uniformes dos dois primos tem a sua identidade própria. “Algumas fotos já saíram e acho que é interessante a existência de personalidades próprias nessas roupas.” 

Na primeira temporada da série, a personagem vivia uma vida dupla, como Kara e como Supergirl. “Ela estava aprendendo a ser uma heroína”, conta Melissa. “No segundo ano, o mundo ao redor dela está mudando. E ela não está feliz com isso.” 

O Superman de Hoechlin, em Supergirl, será uma versão clássica do herói, atualmente sombrio nos cinemas. “O que eu gosto desses heróis é que eles se mantêm bons, não importa o que aconteça”, diz ela. 

* O repórter viajou a convite da emissora 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.