Steve Cohn/Netflix via AP
Steve Cohn/Netflix via AP

Netflix não vai alterar segunda temporada de '13 Reasons Why' após denúncias de assédio

Autor Jay Asher, em cujo livro a série é baseada, não terá envolvimento direto no próximo ano do programa

AP

14 Fevereiro 2018 | 10h01

NOVA YORK — A já planejada segunda temporada de 13 Reasons Why, série da Netflix, não será afetada pelas recentes alegações de assédio sexual contra o autor Jay Asher.

A Netflix divulgou um comunicado na terça-feira, 13, dizendo que Asher não está envolvido na nova temporada, agendada para sair este ano. O serviço de streaming acrescentou que a série "não será impactada".

O best-seller de Asher, de 2007, sobre uma adolescente suicida é a base da popular série. Na segunda-feira, 12, a Associação de Escritores de Livros Infantis e Ilustradores disse que Asher foi expulso da organização por reclamações de assédio. A Federação de Escritores de Oklahoma já cancelou um evento com o autor em maio.

Asher disse que escolheu deixar a Associação e que foi ele a vítima de um assédio. Em um e-mail, ele reconheceu ter envolvimentos "consentidos com adultos".

"Estou envergonhado de mim mesmo e da dor que nossas ações causam em nossas famílias", escreveu. "Durante a última década de assédios relacionados a esses envolvimentos, eu nunca retaliei. Vou seguir deixando meus acusadores na condição anônima para poupá-los de ainda mais sofrimento."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.