Mickey Rourke, na sua melhor fase

O Selvagem da Motocicleta. No Telecine Cult, às 18h10. Repr., cor, 94 min

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

01 Março 2009 | 00h18

Nas últimas semanas, você ouviu falar tanto na ressurreição de Mickey Rourke que concorria ao Oscar por O Lutador, que vale a pena sintonizar na TV paga para assistir a este que foi um dos clássicos do ator, há mais de 20 anos, quando ele estava no auge, em Hollywood. O diretor Francis Ford Coppola baseou-se num livro de S.E. Hinton, autora que também lhe proporcionou a trama para outro filme que fez na mesma época, Vidas Sem Rumo. Matt Dillon está nos dois, sempre no papel de jovem transviado. Aqui, ele vive à sombra do irmão mais velho, a quem idolatra. Mickey Rourke é quem faz o papel do selvagem da motocicleta e a grande cena do filme é o confronto entre duas gerações de desajustados, pai e filho, interpretados por Dennis Hooper e Rourke. Um bêbado e o outro drogado. Coppola fez um filme altamente estilizado, com elaborado visual em preto-e-branco, mas há uma cena colorida, que a TV em geral não exibe assim, mostrando os peixes de briga (Rumble Fish) do título original. Diane Lane é a protagonista feminina e a trilha, magnífica, é de Stewart Copeland.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.