Invadimos o quarto do Adnet

Passamos duas horas com o programa cheio de números que é o maior sucesso da MTV

Gustavo Miller, O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2008 | 22h10

O programa 15 Minutos, da MTV, nasceu para ser um superlativo de inferioridade. Seu tempo, menos de 1/4 de hora, é algo curto para o padrão televisivo, mas com a cara da internet. Porém, prestes a completar cinco meses no ar, ele ganhou ares de superlativo de superioridade. Seu primeiro disco, uma coletânea das melhores músicas cantadas na atração, teve 230 mil downloads. O segundo, 160 mil. Dez mil é a média de audições que seu podcast (rádio virtual) recebe. E 23.917 é o número de mensagens que sua caixa de e-mails tem. Mesmo o número 1 é grandioso: isso indica que é dele a maior audiência da MTV, assim como o torna dono do blog mais lido da music television. Para entender um pouco desses milhares de números, passamos duas horas dentro do quarto de Marcelo Adnet e de Kiabbo, os apresentadores de 15 Minutos. E nem precisamos ir até o bairro do Humaitá, no Rio, que é onde fica a casa imaginária da dupla. Na verdade, o cafofo deles fica no Sumaré, em São Paulo, onde o carioca Adnet grava às segundas todos os capítulos do programa que vai ao ar de segunda a quinta-feira, sempre às 21h45. O cenário é minúsculo, parece um puxadinho improvisado dentro de um estúdio. E todo bagunçado, que é para dar a idéia de quarto de solteiro. Durante a gravação de um episódio sobre signos, Adnet atira um dicionário contra o mascarado Kiabbo. No programa que foi gravado logo depois, com a temática gay, o "pai dos burros" continuava no chão. O formato de 15 Minutos não muda. Adnet, sempre em frente ao computador, lê e-mails dos telespectadores (na tela está o roteiro, mas o programa é quase todo pautado por idéias do público), enquanto o músico Felipe Ricotta, vulgo Kiabbo, dedilha o violão. As piadas, músicas e imitações que marcam o programa se repetem quando as câmeras estão desligadas. Adnet até canta funk carioca com a produtora. O roteiro é solto. Kiabbo diz o que quer e Adnet abusa do tipo de humor que o revelou: o improviso. "Transformo o texto de 20 a 80% ", jura. Por justamente ter essa característica, ele sofre para fazer um merchandising decorado de cerca de 30 segundos. Segundo o cronômetro do Estado, um episódio foi gravado em 25 minutos. Mas aí há de se considerar uma pausa de cinco minutos e a exibição de uma reportagem externa, que consumiu mais dois. Resultado final: Kiabbo e Adnet gravaram o show em 18 minutos. Só o merchan, em compensação, levou oito.

Mais conteúdo sobre:
Marcelo Adnet Kiabbo MTV 15 Minutos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.