Em cena dramática de 'A Força do Querer', Ivana diz: 'Vocês não tiveram uma filha, eu nasci menino'

Em cena dramática de 'A Força do Querer', Ivana diz: 'Vocês não tiveram uma filha, eu nasci menino'

Personagem de Carol Duarte revelou à família que é transgênero, nesta terça, 29; ela inicia nova jornada na novela como Ivan

Adriana Del Ré, O Estado de S.Paulo

29 Agosto 2017 | 22h56

A cena em que Ivana fica diante do espelho, pega a tesoura e corta seus longos cabelos marcou o rito de passagem da personagem de Carol Duarte na novela das 9, A Força do Querer, nesta terça, 29. Morreu ali a 'princesinha' de Joyce (Maria Fernanda Cândido), nascia Ivan. O início do processo de libertação estava estampado no rosto de Ivana/Ivan, que mirava o espelho aliviada com o que começava a se delinear diante de si. Como reflexo da sociedade contemporânea, o folhetim de Gloria Perez deu um passo importante, e histórico. 

Simbólica dentro da trama de Gloria Perez, essa cena foi consequência da revelação feita por Ivana à família: de que ela é transgênero. "Vocês não tiveram uma filha, eu nasci menino. Passei a vida toda brigando com meu corpo", grita Ivana. A reação de pais e irmão não foi de aceitação, como Ivana esperava, tal e qual acontece na vida de muitos trans na vida real.

Em entrevista ao Estado, Gloria Perez contou que não se inspirou em nenhum caso em específico para escrever a cena, mas certamente refletiu o que se passa na casa de muitos trans. Uma mãe que nega a transição da filha e a chama de louca; um pai que acredita que os hormônios que ela está tomando estão colocando "ideias estranhas na cabeça" dela; um irmão que acha que ela é lésbica. Reações, atitudes e dúvidas totalmente verossímeis.  

Com atores visivelmente mergulhados naquele momento tão delicado em todos os sentidos, a cena da revelação comoveu - apesar de pesar um pouco a mais a mão na dramaticidade. Mas, como Dan Stulbach disse, "o caminho para qualquer mudança acontecer é a emoção". E o público precisava se sensibilizar com a necessidade de Ivana em fazer a transição, por sofrer por não se reconhecer naquele corpo, por não se identificar com o gênero de nascença.

O capítulo desta terça, 29, praticamente todo dedicado a essa revelação e seus desdobramentos, também trouxe momentos mais didáticos sobre o assunto.

Com ajuda da travesti Elis Miranda (Silvero Pereira), Ivana, agora como Ivan, vai iniciar uma nova jornada dentro da trama como trans homem - de libertação, mas também de barreiras e preconceitos.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Transgênero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.