AP
AP

Debate entre Trump e Hillary Clinton vira paródia no 'Saturday Night Live'

O ator Alec Baldwin interpretou neste sábado, 1.º, o canditado republicano à presidência no humorístico norte-americano

Jonas Lírio, Especial para O Estado de S. Paulo

02 Outubro 2016 | 17h22

A nova temporada do programa Saturday Night Live começou neste sábado, 1.º, com uma paródia do debate entre os presidenciáveis norte-americanos Donald Trump e Hillary Clinton. O ator Alec Baldwin, conhecido pelo seriado 30 Rock, fez uma participação especial para interpretar Trump.

De peruca loira e rosto alaranjado, Baldwin/Trump deu início ao debate prometendo que seria "calmo e presidenciável", mas mentiu e interrompeu Clinton durante todo o quadro, fazendo graça com o temperamento estourado do empresário. A candidata do Partido Democrata foi interpretada por Kate McKinnon, integrante do elenco.

A paródia tocou em assuntos polêmicos que Trump costuma usar em seus discursos, como seu preconceito contra negros e pessoas latinas. Também fez graça com as tentativas de Clinton de parecer alguém com quem os eleitores consigam se identificar mais facilmente. "Clinton" ficava visivelmente mais feliz a cada absurdo que "Trump" soltava.

Baldwin assinou um contrato para interpretar Donald Trump durante toda a temporada do Saturday Night Live. No ar há 42 anos, o programa é famoso por fazer humor com o cenário político dos Estados Unidos. Em 2009, a atriz Tina Fey ganhou um prêmio Emmy por sua interpretação da ex-governadora do Alasca Sarah Palin.

Mais conteúdo sobre:
Donald Trump Hillary Clinton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.