Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Classificação Indicativa volta ao foco do debate

Televisão

0

Cristina Padiglione

22 Fevereiro 2016 | 03h00

O STF pode retomar o julgamento da Classificação Indicativa a qualquer momento. Se aprovada a Ação Direta de Inconstitucionalidade 2404, as emissoras de TV aberta terão o direito de veicular conteúdos considerados impróprios para crianças e adolescentes em qualquer horário, apenas informando, na tela, o selo de indicação etária – como acontece na TV paga. Quatro ministros já se manifestaram a favor da ação e um contra. Por isso, conselhos de direitos e organizações da sociedade civil promoverão um painel e lançarão campanha em defesa da classificação, na Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), em Brasília, em 9 de março. O Instituto Alana é uma das organizações a engrossar esse coro. 

Sorria, meu bem. Didi Wagner e Paulinho Serra gravaram externas em São Paulo para A Pergunta Que Não Quer Calar, programa que estreia em abril no Multishow. O time, que conta ainda com Bento Ribeiro, Bruna Louise e Murilo Gun, discute temas do cotidiano com humor. São 20 episódios, com criação de Rosana Hermann e direção-geral de Eliana Fonseca.
Jornalismo, novelas e programas de auditório são os gêneros mais assistidos pela TV Digital Terrestre (TDT) em celulares e tablets, segundo dados aferidos pelo Kantar Ibope Media na Grande São Paulo, de maio a dezembro de 2015.
O Kantar Ibope já vem medindo a audiência de TV em computadores (ou notebooks), mas ainda não está reportando os dados aos clientes.
Um dos impasses na medição da audiência realizada por meio do áudio, o que identifica de qual emissora é o programa a que o espectador está assistindo, diz respeito a clipes musicais. É o tipo do conteúdo exibido em variados canais de TV e web, o que dificulta sua associação a este ou àquele canal. 
Serginho Chulapa, Dadá Maravilha, Juca Kfouri, José Roberto Wright, Edílson Pereira de Carvalho, Mauro Beting e Paulo Vinícius Coelho são alguns dos profissionais ouvidos pela série Um Contra Todos, nova produção nacional do History, que joga holofotes sobre o personagem mais xingado do universo: árbitro de futebol. A produção é da Zeppelin.
‘Um Contra Todos’ coleciona boas histórias de bastidores. Como a do câmera, fanático pelo Internacional, que teve de filmar um jogo no meio da torcida do Grêmio – e não se conteve no momento em que seu time fez gol. E a da produtora que teve um cartão de crédito clonado ao comprar hot dogs para a equipe em um estádio. Estreia dia 29, às 22h55.
As finais da Rio Open, maior torneio de tênis realizado na América do Sul, com transmissão do SporTV, poderão ser revistas no NOW,  a partir desta terça, no ícone “Programas de TV” do SporTV.
É da Globosat Play, e não da Globoplay, a lista que põe programas do Megapix, GNT, Multishow e Gloob entre os mais consumidos da plataforma de TV everywhere da programadora.
15 pontos é o saldo de 6 meses de ‘Malhação Seu Lugar no Mundo’ na Grande São Paulo – 1 ponto a mais que a temporada anterior, a essa altura. Em Campinas,  cresceu 3 pontos e somou  18

publicidade

Comentários