1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Adriane Galisteu socorre casais em conflito por roupa em reality

João Fernando - O Estado de S. Paulo

02 Setembro 2014 | 18h 58

Em 'Dormindo com Meu Estilista', apresentadora ajuda maridos que querem mudar o figurino de suas mulheres

Cauê Moreno/Divulgação
Adriane Galisteu faz o meio de campo com os casais e ajuda os maridos a escolher figurino para as mulheres

Convocada para comandar o Dormindo com Meu Estilista, Adriane Galisteu até poderia ter dado o título do reality, que estreia nesta quarta, dia 3, às 20h30, no Home & Health. Casada com o estilista Alexandre Iódice, a loira apresenta o programa em que os maridos, cansados de ver as amadas usando determinadas peças de roupa que não gostam, dão pitacos no figurino delas.

“Eu durmo com um estilista, mas lá em casa não é assim que funciona. É meio casa de ferreiro, espeto de pau. Ele é básico, não se mete nas minhas produções”, entrega a apresentadora, que gosta de consultar o marido. “Pergunto se estou bem, gosto de saber a opinião dele, que é bem tranquilo. Mas ele tem noção, é diferente do homem normal”, reconhece.

Originalmente gravado na Inglaterra, o programa exibido no Brasil intercala histórias de casais nacionais no mesmo episódio. Os casos dos britânicos – é bom ficar atento à tecla SAP, pois a atração entra no ar dublada – têm mais tempo a cada edição. “Os nossos são mais divertidos, pois o brasileiro é mais despachado”, opina Galisteu.

No formato, os maridos selecionam peças de roupas ou acessórios que não gostam e os destroem na frente das mulheres. Em seguida, percorrem lojas na missão de encontrar algo que os agrade e que também desperte o interesse de suas amadas. Na versão nacional, os homens têm araras com menos peças, posicionadas em um estúdio.

“As grandes figuras são os maridos. Há uns mais engraçados”, analisa a apresentadora. Segundo ela, o estereótipo de homens que escolheriam roupas discretas e que escondessem o corpo das mulheres não se concretizou. “Acho que foi ao contrário. Eles preferiram exibir as mulheres mais do que escondê-las. Há casais de vários estilos. Essa galera quer uma mulher mais exuberante.”

No primeiro episódio, o britânico Lloyd segue à risca a observação da apresentadora. Casado com Holly, uma jovem que passou por uma cirurgia de redução de estômago e perdeu 50 kg, ele busca vestidos e blusas que deixem o corpo da amada à mostra. Ela, porém, fica com receio de dar destaque às pernas e aos braços por ter convivido com o sobrepeso por anos.

O clichê, entretanto, aparece na hora em que os participantes precisam escolher as peças. “Eles têm (em mente) o que gostariam de ver, mas têm dificuldade em montar o look. Eles sabem escolher para eles, nunca para elas. A proporção fica estranha. Dou uma adequada ao quadril e à cintura”, explica Galisteu, que reforça a mania das mulheres de experimentar as roupas a todo o tempo. “Até quando eu faço mala, provo a roupa que já tenho. É muito hormônio trabalhando contra a gente.”

Um dos pontos altos do Dormindo com Meu Estilista é o momento em que os maridos se livram das peças que não aguentam mais ver as mulheres usando. Roupas são rasgadas em máquinas e colares arrebentados diante dos olhos de suas respectivas companheiras. “É uma catarse. O cara fica louco para destruir. E elas ficam horrorizadas. Eu ficaria chateada. Não pela peça em si, mas pelo fato de ele não gostar. E gosto não se discute.”

Retorno. O reality marca a volta de Adriane Galisteu à telinha. Seu último trabalho foi o Quem Quer Casar com Meu Filho?, que a Band exibiu no começo deste ano, após o contrato da loira com a emissora ter terminado. Contente por estar em um canal pago, ela planeja ressurgir na TV aberta. “Estou louca para voltar e já estou mexendo os meus pauzinhos”, revela. Mesmo sem contrato, ela sabe o que quer fazer. “Tenho vontade de um programa de auditório noturno, o que já fiz antes. A Hebe deixou esse vácuo, que ninguém vai substituir, nem eu. Não significa que só volto para isso. Aceito e encaro desafios.”