Andy Kropa/Invision/AP
Andy Kropa/Invision/AP

Dramaturgo dos EUA é acusado de abuso sexual por 9 mulheres

Filho do acusado diz que acredita nas denúncias contra o pai

ANSA

01 Dezembro 2017 | 18h19

O dramaturgo norte-americano Israel Horovitz, de 78 anos, foi acusado por nove mulheres de ser responsável por diversos casos de abuso sexual entre os anos de 1986 e 2016. De acordo com o jornal New York Times, uma das vítimas diz ter sido estuprada por ele em 1989. Na época, a maioria das mulheres era menor de idade e via Horovitz "como um mentor e um amigo".

Em declaração à publicação, o dramaturgo disse ter "uma memória diferente de alguns desses eventos", no entanto, pediu desculpas às vítimas. "Peço desculpas de todo o coração a qualquer mulher que se sentiu ameaçada pelas minhas ações", ressaltou.

Por sua vez, o filho de Horovitz, um dos fundadores do grupo Beatie Boys Adam Horovitz, disse que está do lado das mulheres. "Eu acredito que as alegações contra meu pai são verdade, e apoio as mulheres que as fizeram".

++ Denúncias de assédio sexual deixam Hollywood sob pressão

O dramaturgo já escreveu mais de 70 peças e é membro fundador da companhia de teatro Gloucester Stage, de onde foi demitido na última semana após ser alvo das acusações. Em 2013, Horovitz já havia sido acusado de abuso sexual. Na ocasião, ao menos 10 mulheres não identificadas prestaram depoimentos ao jornal The Boston Phoenix.

O caso veio à tona após as recentes denúncias de abusos sexuais contra outros homens poderosos do entretenimento, como o produtor de Hollywood Harvey Weinstein.

Mais conteúdo sobre:
Israel Horovitz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.