Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Soprano Licia Albanese morre aos 105 anos em Nova York

Música

Soprano Licia Albanese morre aos 105 anos em Nova York

Estrela da ópera cantou por 427 vezes no Met ao longo de 26 anos

0

AFP,
O Estado de S. Paulo

19 Agosto 2014 | 00h18

A soprano ítalo-americana Licia Albanese, estrela do Metropolitan Opera de Nova York, morreu aos 105 anos. O anúncio foi feito pela família na noite desta segunda-feira, 18.

Conhecida por sua interpretação de Cio-Cio-San em Madame Butterfly, Alabanese cantou por 427 vezes no Met ao longo de 26 anos, em um total de 16 óperas e 17 personagens entre os anos de 1940 e 1966. Ela também foi a Violetta de Traviatta de Verdi por 87 vezes.

Licia Albanese nasceu em 1909 na Itália e foi idolatrada pela voz intensa que dava a seus personagens. Ela iniciou sua carreira em 1930, pouco depois de estrear na Itália, Inglaterra e França. Licia Albanese emigrou para os Estados Unidos, onde interpretou Cio-Cio-San pela primeira vez em 1940.

A soprano se transformou rapidamente em uma estrela internacional e cantou com artistas como Ezio Pinza e Jan Peerce. Em 1974, fundou uma organização para ajudar aos cantores jovens e recebeu em 1995 a medalha de honra das artes das mãos do então presidente Bill Clinton.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.