1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Se estivesse vivo, Freddie Mercury faria 68 anos nesta sexta

O Estado de S. Paulo

05 Setembro 2014 | 08h 30

Líder do Queen é um dos maiores ícones do rock mundial

Já se passaram mais de 20 anos desde a morte de Freddie Mercury. O tempo, entretanto, não ofuscou sua importância para o rock. Pelo contrário, o líder do Queen ainda é considerado por muitos o melhor frontman da história da música. Nesta sexta-feira, Freddie completaria 68 anos de idade.

Nascido em 5 de setembro de 1946 na colônia britânica de Zanzibar, o garoto tímido, extravagante e carismático recebeu o nome de Farrokh Bulsara, mas foi como Freddie Mercury que conquistou o mundo. Ao lado de Brian May, Roger Taylor e John Deacon, Freddie formou o Queen, banda que vendeu mais de 300 milhões de discos ao redor do mundo.

AP
Com um estilo inconfundível, o vocalista se tornou um dos maiores ícones do rock

Freddie conheceu os colegas da banda quando se mudou para Inglaterra com os pais aos 17 anos. Na faculdade dividiu o quarto com Tim Staffell, que tinha uma banda com Brian e Roger. Após a saída de Tim Staffell e a entrada de John Deacon, o Queen ganhou fama internacional. Com um estilo inconfundível, o vocalista se tornou um dos maiores ícones do rock.

Cinco clássicos inesquecíveis do Queen:

Don't Stop Me Now

I Want To Break Free

Bohemian Rhapsody

Another One Bites the Dust

Crazy Little Thing Called Love