Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Rolling Stones se despedem de São Paulo - talvez para sempre?

Música

J.F.Diorio | ESTADÃO CONTEÚDO

Cultura

São Paulo

Rolling Stones se despedem de São Paulo - talvez para sempre?

Banda inglesa faz repeteco na capital paulista, como fez na Argentina, e volta ao Morumbi neste sábado

0

Pedro Antunes,
O Estado de S.Paulo

27 Fevereiro 2016 | 03h00

Os Rolling Stones demoraram 18 anos para voltar a São Paulo. E, se mantiverem essa média, a próxima apresentação de Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts e Ron Wood pela cidade vai acontecer somente em 2034 – e Mick e Keith terão, veja só, 90 anos de idade.

Qualquer um que esteve presente em algum dos shows da turnê Olé América Latina, que já passou pelo Rio de Janeiro (dia 20) e fez sua primeira passagem por São Paulo (quarta, 24), não duvidaria da possibilidade de a dupla ainda estar na ativa mesmo depois de completar a nona década de vida, tal é a energia e a quantidade de gotas de suor exibidas até aqui. Ainda assim, é improvável. O mais possível é que a performance marcada para este sábado, 27, novamente no Estádio do Morumbi, na zona sul da cidade, seja mesmo a última oportunidade de assistir a uma das maiores bandas de rock que já passaram por aqui.

O fato é que os Stones deixaram a inatividade em 2012, para comemorar os 50 anos de carreira, lançaram duas músicas inéditas, uma coletânea, e caíram na estrada. Percorreram o globo aos poucos e, quando notícias de um retorno à América Latina já era descartado, cá estão, quatro anos depois.

+ Discografia dos Rolling Stones, comentada e ranqueada

A permanência na estrada, contudo, é colocada em dúvida. Não há novas datas depois das performances marcadas por essas bandas. Depois de São Paulo e Porto Alegre (2 de março, no Beira-Rio), eles vão a Lima, Bogotá e, por fim, fazem duas apresentações na Cidade do México.

+ Críticos de música do 'Estado' escolhem as 15 melhores canções dos Rolling Stones

São Paulo é, ao lado da capital mexicana e da argentina La Plata, das poucas nas quais os Stones fazem mais de um show nessa nova vinda. E isso, se for repetido o exemplo no país hermano, trará surpresas para aqueles que acompanharam a primeira apresentação paulistana. Em La Plata, por exemplo, os Stones trocaram a já tradicional Start Me Up por Jumpin’ Jack Flash. Ou seja, deixaram uma boa faixa de introdução por uma das pedradas mais certeiras dos Stones. E os Stones podem parecer imortais, mas não é impossível dizer que essa seja a última garoa deles em um palco por aqui.

Comentários