Fabio Motta/ Estadão
Fabio Motta/ Estadão

Rock in Rio: Pabllo Vittar é um furacão - e o festival deveria saber disso 

Cantora se apresentou em palco alternativo e reuniu uma multidão para dançar até o chão 

Pedro Antunes , O Estado de S.Paulo

15 Setembro 2017 | 18h57

RIO - Pabllo Vittar caminhou, segurou no microfone e, mesmo sem precisar dizer nada, fez muito. 

"Vem cá, Rock in Rio, deixa eu te mostrar o que é lacre". Esse foi o recado da cantora, sem precisar dizer exatamente essas palavras. 

Que lacre. Que estrondo. Que correria. Que pancada! 

O cenário era esse: fim de tarde de sexta-feira, 15, na nova Cidade do Rock, o sol se deitava após o show de Céu e Boogarins. 

E, de repente, a correria. O relógio passava das 17h por alguns minutos e uma multidão se reunia na frente de um palco que não era nenhum dos mais procurados - os "oficiais" são o Sunset e o Mundo. Tudo ocorreu na Arena Itaú, no cantinho da Cidade do Rock. 

Ali, diante de uma massa que não havia ainda sido vista no Rock in Rio 2017, essa figura de cabelos longos, platinados e lisos surgiu. Pabllo Vittar, senhoras e senhores, é um furacão. É a ebulição do pop nacional que vive a sua melhor fase, puxado pelo sucesso estrondoso de Anitta. 

A maranhense aliás foi pedida pelo público do Rock in Rio depois da desistência de Lady Gaga, a headliner da primeira noite de festival. A organização ocupou a vaga da norte-americana com o Maroon 5, banda que já se apresentará no horário mais nobre do RIR no sábado, 16. 

Ficaram os pedidos por Anitta. Ganhou-se, quase que de surpresa, a cantora Pabllo Vittar, com quem Anitta lançou, recentemente, a música Na Sua Cara. Música, essa, cantada de forma tão alta pelo público que mal se conseguia ouvir a voz dela ao microfone. 

Fundindo dance pop com funk, Pabllo é o convite ao remelexo. São requebrados até o chão, dela e do público, como quando cantou "Minaj".

Foi uma performance de ritmo quente, aquecido ainda mais com "Sua Cara", faixa já citada e registrada ao lado de Anitta e Major Lazer. Quente e suado. Do convite ao corpo colado, ao beijo, ao riso. O Rock in Rio pode, enfim, entender o que significaria ter um artista desse novo pop com verdadeiro destaque na programação. 

K.O., uma das músicas mais ouvidas no carnaval, Pabllo deu o seu recado. "Pisa menos", dizia o público, em coro, a brincar com a potência da cantora. Diria o contrário: "pisa mais, tá pouco". 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.