1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Preso por disputar racha, Bieber paga fiança e deixa cadeia

O Estado de S. Paulo

23 Janeiro 2014 | 18h 03

Cantor foi preso por dirigir em alta velocidade e embriagado durante a madrugada numa rua residencial de Miami

Mais famoso pelo comportamento errático que pela música nos últimos tempos, o astro adolescente Justin Bieber teve de se explicar para um juiz norte-americano hoje após passar uma madrugada regada a álcool e alta velocidade.

O cantor foi preso por dirigir em alta velocidade, com carteira de motorista vencida, sob influência de entorpecentes e resistir à prisão. Policiais o flagraram disputando um racha com o cantor de R&B Khalil às 4:09 da manhã em uma rua residencial de Miami Beach, enquanto dois outros veículos bloqueavam a área. Bieber dirigia uma Lamborghini amarela e Khalil, uma Ferrari. Os dois carros foram apreendidos.

Na tarde de ontem, o cantor foi solto após pagar fiança de US$ 2.500. Diante da corte, ele conteve o sorriso que exibiu nas fotos de sua ficha criminal e, segundo relatos de sites internacionais, teria chorado após a audiência. Ao deixar a cadeia, usando moletom e óculos escuros, acenou para fãs e jornalistas de cima do carro de sua equipe. A fiança de Khalil foi determinada em US$ 1 mil.

O chefe de polícia afirmou que o cantor não cooperou com os agentes que o pararam na madrugada, que portava uma carteira de motorista inválida e que admitiu ter fumado maconha, tomado remédios vendidos apenas com prescrição médica e consumido álcool. No momento da prisão, Bieber dirigia a cerca de 100 km/h numa rua cujo limite de velocidade é 50 km/h.

De acordo com o relatório da prisão, o astro demonstrava movimentos lentos e parecia em estado de estupor quando foi ordenado que saísse do veículo. O jovem de 19 anos foi preso após repetidamente recusar-se a colocar as mãos sobre o carro para ser revistado e não passou num teste de sobriedade. Foi então levado a uma delegacia para que fizesse o teste do bafômetro, cujos resultados ainda não foram divulgados.

Até o momento, os porta-vozes de Bieber não se pronunciaram sobre o caso.

Ex-mocinho. Natural de Ontário, no Canadá, Justin tinha apenas 15 anos quando o disco My World, um sucesso mundial, foi lançado. O jovem havia ficado em segundo lugar num concurso de canto local dois anos antes e publicava vídeos seus no YouTube. Foi assim que atraiu a atenção de um agente e, depois, assinou seu primeiro contrato.

Nos primeiros momentos de sua carreira, apresentava-se com visual certinho, tendo até cantado para a família Obama no Natal. Com a adolescência, porém, começaram os escândalos – e a prisão desta quinta-feira é apenas o última numa série de incidentes.

Ele já foi diversas vezes acusado de mal comportamento, mas nunca havia sido preso. Atualmente, é investigado por supostamente ter vandalizado a casa de um vizinho. Em sua passagem pelo Brasil no ano passado, foi visto deixando uma boate erótica no Rio de Janeiro e autuado por pichar um muro na zona sul da cidade.

  • Tags: