Rafael Ramos/Divulgação
Rafael Ramos/Divulgação

Os Novos Baianos: o que ouvir da efervescente produção musical de Salvador

Grupos, artistas, rappers e produtores baianos indicam o que está acontecendo de melhor na cidade

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

01 Fevereiro 2018 | 06h00

Grupos, artistas, rappers e produtores de Salvador aparecem agora para o grande público depois de anos de efervescência da música alternativa no underground baiano.

Nomes como BaianaSystem, Larissa Luz e Attooxxa são apenas a ponta do iceberg de uma movimentação que merece mais atenção. Veja a seguir uma lista com indicações de músicos da cidade:

BaianaSystem

Já conhecidos nos outros centros urbanos do Brasil, o grupo consolidou a estética de misturar sons eletrônicos com elementos regionais em shows explosivos

Larissa Luz

Depois de ter passado pelo axé mainstrem com o Ara Ketu, a cantora embarcou num projeto solo afrofuturista. “Do rap ao ragga ao samba”, diz

Vandal de Verdade

Rapper cresceu com o pagodão, passou pela música jamaicana e encontrou o grime inglês. “Minha construção sonora é para ter a identidade dessa terra”

Attooxxa

Grupo mistura com vigor o tradicional pagodão baiano com beats eletrônicos malucos

AfroCidade

DiMaré

Ifá Afrobeat 

Pedro Pondé

Ministereo Público

OQuadro

Xenia França

Som Peba

Livia Nery

Luedji Luna

Baco Exu do Blues

Rap Nova Era

Giovani Cidreira

Nenel

Ed City

Ramiro Musotto (1963-2009)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.