Oasis volta aos estúdios; cantor diz ter visto espírito de Lennon

Vocalista teria dificuldades para dormir, 'pois teme ser visitado por fantasmas de outros mundos'

ANSA e Efe,

30 Outubro 2007 | 15h04

O grupo britânico Oasis voltará aos estúdios de Abbey Road em 5 de novembro para iniciar a gravação de seu novo álbum, ainda sem nome. Em meio a esta novidade, o vocalista da banda, Liam Gallagher, afirmou que sua mansão em Londres está "enfeitiçada" e disse ter visto o fantasma do ex-Beatle John Lennon.   A banda de Manchester, que já completou duas músicas do próximo projeto, planeja finalizar o novo disco depois do Natal, anunciou hoje Noel Gallagher, em entrevista à rede "BBC 6 Music". "Não tenho literalmente nada mais sobre o que escrever. Escrevi sobre ser jovem e sobre se transformar em uma estrela de rock, e escrevi sobre viver em uma grande cidade", disse Noel, que admitiu que teve problemas no momento de encontrar inspiração para o álbum.   Don't Believe The Truth (2005) é o título do último disco do Oasis, banda que vendeu mais de 35 milhões de cópias no mundo todo nos últimos 12 anos. Na semana passada , a banda lançou sua mais recente música, Lord Don't Slow Me Down, que figura entre as dez mais nas classificações musicais do Reino Unido.   Fantasma   Grande admirador de Lennon, no qual se inspira para criar suas próprias canções, Liam admitiu que costuma ser visitado por espíritos.   Uma fonte próxima ao cantor inglês disse que o cantor muitas vezes não consegue dormir "pois teme ser visitado por espíritos de outros mundos". "Ele fica acordado escutando os ruídos, com a luz acesa. Às vezes ele se levanta e sente que está sendo olhado por alguém de outro mundo", disse a fonte.   Por sua vez, o próprio Liam afirmou ter sido visitado pelo fantasma de Lennon. "Estava em Manchester na casa de um amigo e em um momento me virei na cama e senti a presença de Lennon", disse o músico.

Mais conteúdo sobre:
Oasis John Lennon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.