Mario Anzuoni|Reuters
Mario Anzuoni|Reuters

O rapper americano Nelly é preso após acusação de abuso sexual

O artista foi preso na manhã deste sábado, 7, depois que mulher afirmou ter sido vítima de violência sexual; advogado do rapper alega que declaração é falsa

AP

07 Outubro 2017 | 18h04

Auburn, Washington - O rapper norte-americano Nelly foi preso na manhã deste sábado, 7, depois que uma mulher afirmou que o artista a estuprou numa cidade nos arredores de Seattle, nos EUA, informou a polícia, mas o advogado do ganhador do Grammy negou veementemente a declaração. O comandante Steve Stocker, porta-voz da polícia de Auburn, disse que vários agentes prenderam Nelly, cujo nome verdadeiro é Cornell Iral Haynes Jr., em seu ônibus em um estacionamento do Walmart.

Nelly tinha planejado cantar no sábado à noite em Ridgefield, Washington. O rapper está preso e aparecerá no tribunal "em algum momento", acrescentou Stocker.

O advogado do rapper, Scott Rosenblum, disse que a alegação era falsa e que foi motivada por "ganância e desejo de vingança". Nelly é conhecido por sucessos como Hot in Herre, My Place e Over and Over. Ele também apareceu no filme Golpe Baixo, de 2005.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.