Acervo Estadão
Acervo Estadão

Morre o sambista Niltinho 'Tristeza', autor de um dos maiores clássicos do carnaval

Sua maior composição, com os versos "tristeza, por favor vá embora", ganhou mais de 210 regravações pelo mundo; autor não resistiu a um câncer de pulmão

O Estado de S.Paulo

10 Fevereiro 2018 | 18h16

O cantor e compositor Niltinho Tristeza,  autor dos clássicos Tristeza/ Por favor vá embora... e Liberdade! Liberdade! Abra as asas sobre nós, samba-enredo campeão da Imperatriz Leopoldinense de 1989, morreu na tarde deste sábado, no Rio. Ele lutava contra um câncer de pulmão. A grande repercussão dos dois sambas mudou a vida do compositor. 'Liberdade' foi usado pela Globo como tema de abertura da novela 'Lado a lado'.

Seu maior samba, Tristeza, é de 1963. O curioso foi que o sucesso só veio três anos mais tarde, depois que a parceria assinada com Haroldo Lobo e passou a tocar nas rádios. No carnaval de 1966, Ari Cordovil a gravou e imortalizou seus versos: "Tristeza, por favor vá embora / minha alma que chora..."  O mesmo samba ganharia mais de 210 versões e regravaões no país e no exterior.  

 

 

Mais conteúdo sobre:
Niltinho Tristeza samba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.