1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Morre Glenn Frey, guitarrista do Eagles, aos 67 anos

- Atualizado: 18 Janeiro 2016 | 20h 54

Músico, fundador da banda de rock dona de hits como Hotel California e Take It Easy, foi submetido a uma cirurgia intestinal e obrigou o grupo a adiar shows do fim de 2015

Glenn Frey, fundador, guitarrista e às vezes vocalista do Eagles, não resistiu ao pós-operatório da cirurgia intestinal realizada em novembro de 2015 e morreu nesta segunda-feira, 18, aos 67 anos.

A confirmação foi feita pelo perfil oficial do Eagles no Facebook. “É com o maior peso no coração que anunciamos a morte do nosso camarada”, diz o texto, em inglês. “Glenn lutou corajosamente sua batalha nas últimas semanas, mas, infelizmente, sucumbiu a complicações de artrite reumática, colite ulcerosa aguda e pneumonia.”

O guitarrista do Eagles, Glenn Frey, durante uma apresentação no Arizona, nos EUA

O guitarrista do Eagles, Glenn Frey, durante uma apresentação no Arizona, nos EUA

O texto segue com o agradecimento da família Frey pelo apoio dos fãs de Glenn ao longo do período no qual ele foi internado e tentava a recuperação. “Palavras não podem descrever a tristeza, nem o amor e respeito dado por todos vocês a nós, sua família e à comunidade musical.”

A doença de Frey foi revelada quando o Eagles, em respeito ao companheiro de banda, decidiu cancelar uma cerimônia que seria realizada em novembro do ano passado.

O guitarrista morreu em Nova York, onde vivia. Nasceu em Detroit, no estado norte-americano de Michigan, e ganhou seis gramofones do Grammy ao lado da banda que marcou uma geração com hits poderosos como Hotel California, Witchy Woman e Peaceful Easy Feeling.

Outro clássico do Eagles, Take It Easy, canção que chegou ao Top 40 dos Estados Unidos ao ser lançada, em 1972, é de autoria de Frey. São dele outras faixas do repertório da banda: Tequila Sunrise, Already Gone, Lyin’ Eyes e New Kid in Town.

As tensões entre Frey e Don Felder culminaram com o fim do Eagles, em 1980, quando eles chegaram a discutir sobre o palco. Com o rompimento do grupo, Frey ainda foi capaz de seguir em uma razoavelmente bem-sucedida carreira solo.

Sozinho, lançou cinco discos de estúdio. O último deles, chamado After Hours, chegou às prateleiras em 2012.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX