1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Rolling Stones no Brasil 2016

Mick Jagger: 'É bom encontrar vocês de novo'

- Atualizado: 20 Fevereiro 2016 | 22h 48

Atraso de 21 minutos por conta a chuva que desabara mais cedo não diminuiu a empolgação do público no Maracanã

O aguaceiro atrasou o início do show dos Rolling Stones no Maracanã, na noite deste sábado, 20. Programada para 21h30, a apresentação só começou 21 minutos depois, por alegados (ou seria alagados?) problemas técnicos. Temporal ou não, seco ou molhado, nada disso existe quando os Stones voltam ao palco do Maracanã, local da sua estreia no País, há 21 anos. Depois da estreia, a banda passou pela cidade em 1998 e 2006, com a histórica performance em Copacabana, de graça, para 1,2 milhão de pessoas. Com 'Start Me Up', do disco 'Tattoo You' (1981), Jagger, Richards, Watts e Wood deram início à quarta passagem pelo Brasil, que passa ainda por São Paulo (dias 24 e 27, no Morumbi) e Porto Alegre (dia 2 de março, no Beira-Rio). "Você faz um homem adulto chorar", diz Jagger na abertura, uma canção com diferentes interpretações - algumas delas sexuais, como é de praxe na carreira de mais de meio século e 24 discos de estúdio da banda. 

 

Stones no início do show do Maracanã

Stones no início do show do Maracanã

"Há dez anos estivemos em Copacabana. Quem foi? Bom ver vocês de novo", disse Mick Jagger em um simpático português. Embora o início do show tenha sido igual ao último do grupo no Uruguai, aos poucos, a apresentação foi criando vida própria. Os fãs escolheram 'Like a Rolling Stone' em uma enquete no site da banda, e a versão exibida no palco foi efervescente. Na sequência, veio a bela balada 'Angie', outra ausente na performance mais recente.

A turnê brasileira dos Stones segue para São Paulo (dias 24 e 27, no Morumbi) e chegando fim em Porto Alegre (dia 2 de março, em Porto Alegre). 

Rolling Stones no Brasil 2016
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX