1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Lollapalooza

Lollapalooza 2016: Psicodelia em dose cavalar apresenta Tame Impala para o grande público

- Atualizado: 12 Março 2016 | 20h 19

Banda vem quase anualmente ao Brasil, mas nunca havia se apresentado para um grupo tão grande

O Tame Impala não é um novato no Brasil. Pelo contrário. A banda liderada e criada por Kevin Parker vem ao Brasil quase anualmente. Nunca, contudo, enfrentou um público dessa magnitude. Foram jogadas no palco principal, o Skol Stage, em um horário nobre, ao anoitecer, diante de uma massa considerável. E corresponderam à altura. Com louvor. 

E uma dose de cavalar de psicodelia. O sub-gênero roqueiro foi apresentado ao festival pela trupe australiana. Foram poucas as bandas que flertavam com o som alucinógeno - e nenhuma o fez tão bem. Na crista da onda do hype desde o disco de estreia, lançado há poucos anos, já na década de 2010, o grupo só mergulhou mais no estilo próprio. Depois de distorcer guitarras e colocá-las em looping, Parker acrescentou a disco Music e R&B no molho. O resultado disso foi Currents, terceiro é mais aclamado álbum. Responsável por catapultá-los a um lugar mais privilegiado em um festival de massa como esse. 

'Let It Happen' foi escolhida para abrir o espetáculo
'Let It Happen' foi escolhida para abrir o espetáculo

Parker não faz o tipo falante, o band leader do espetáculo. A ventania faz com que os cabelos cubram seu rosto. Enquanto ele não faz muita questão de tirá-los do meio do caminho. Let It Happen, faixa de abertura de Currents, também foi escolhida para o pontapé do espetáculo. Um cartão de visitas e tanto, com direito a chuva de papel e tudo. 

Curioso como as canções dos dois primeiros discos, Innerspeakers e Lonerism, de 2010 e 2012, não tem tanto apelo quanto o álbum mais recente. E ao se aventurava pelo material antigo Parker perdia a atenção. Mas quando Currents entrou de novo no jogo, como em Eventually e New Person, Old Mistakes, esta última recentemente gravada pela Rihanna, o Tame Impala se garante como poucos. 

Lollapalooza
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX