1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Lollapalooza

Lollapalooza 2016: Com público ainda tímido, fãs reclamam do line-up 'modesto' desta edição

- Atualizado: 12 Março 2016 | 13h 31

Sem confusão, portões foram pontualmente abertos às 11h no Autódromo de Interlagos

Público chegando para o primeiro dia do festival  Lollapalooza 2016
Público chegando para o primeiro dia do festival Lollapalooza 2016

Sem confusão ou princípio de tumulto, os portões foram pontualmente abertos às 11h deste sábado, 12,, no Autódromo de Interlagos, onde é realizada a quinta edição do festival Lollapalooza Brasil. Pouca gente, na verdade, se arriscou a chegar cedo ao evento que, em 2016, tem um line-up modesto, se comparado aos anos anteriores. 

A estudante de engenharia Fernanda Lopes Siqueira, 22, ganhou o ingresso de presente do tio. "Vim à força, para ser sincera. Não tem nada que goste muito ou realmente me prenda a atenção. O Mumford & Sons é minha grande aposta", afirmou a jovem.

O administrador de empresas Renan Duarte, 29, veio para assistir à apresentação de Eminem. "Acho que o Lollapalooza já foi melhor, mas ainda há bons shows. O grande lance do festival é se surpreender com as bandas e conhecer coisas novas. Confesso, no entanto, que quero ver o Eminem mesmo", diz.

Quem abriu os trabalhos do Lollapalooza 2016 foi a banda Ego Kill Talent, no Palco Axe. The Baggios, no palco Skol, e Donica, no palco Onix, dão continuidade aos trabalhos no início desta tarde de sábado, 12. Mumford & Sons, Tame Impala, Bad Religion, Of Monsters and Men e Eminem são as principais atrações de hoje.

 

Lollapalooza
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX