1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Lollapalooza

Lollapalooza 2016: Cold War Kids empolga fãs apenas com o hit 'First'

- Atualizado: 12 Março 2016 | 18h 54

Grupo de Long Beach fez uma apresentação apenas correta em sua primeira passagem pelo Brasil

Outra atração inédita no Brasil que participa do Lollapalooza deste ano, o Cold War Kids fez um show apenas correto, que empolgou só no inicio. O público ouviu ainda na primeira metade da apresentação, que começou às 15h30 no Palco Axe, os hits Miracle Mile e Audience. Mas foi First, um dos grandes sucessos internacionais do ano passado, que mobilizou os espectadores com seu refrão pegajoso. "Eu só conheço essa música deles", disse uma moça que estava ao lado da reportagem.

A partir daí, houve uma dispersão significativa. Já eram 18h, hora de uma pausa para o espectador que chegou cedo ao Autódromo de Interlagos. O vocalista Nathan Willett tem aquela postura agressiva e natural do rock, que tenta manter a fama de mau, mas no fundo é um sujeito boa-praça. Porém, falta a ele a empatia que Ritzy Bryan, do The Joy Formidable, esbanjou naquele mesmo palco. Em um evento de música, essa atitude é essencial para segurar a plateia.

Banda empolgou só no início
Banda empolgou só no início

Dizer um "I love you, São Paulo" é muito pouco. O grupo de Long Beach, contudo, tem um trunfo que a coloca além de outras bandas do indie rock contemporâneo: a força melódica. O piano que Willett toca em algumas músicas se sobressai, ao lado do toque preciso do baterista veterano Joe Lummer. A primeira performance do Cold War Kids por aqui não teve nada de memorável.

Lollapalooza Brasil 2016 - 1º dia
Serjao Carvalho / ESTADAO
Sem imagem!

O rapper Eminem não permitiu que seu show fosse transmitido pela televisão; só quem foi ao Autódromo de Interlagos neste sábado pode acompanhar sua performance. Fotos do show também foram proibidas - mas deu tempo de fazer essa!

Lollapalooza
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX