Divulgação
Divulgação

Kaiser Chiefs retorna ao Brasil em junho

Em sua quarta passagem por São Paulo, grupo é confirmado como atração principal do Cultura Inglesa Festival

Pedro Antunes, O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2016 | 04h00

Na última passagem do Kaiser Chiefs pelo Brasil, havia um sentimento de que a posição de banda de abertura durante a turnê da norte-americana Foo Fighters não era suficiente para o quinteto de Leeds. Embora a onda na qual o grupo havia surfado no início dos anos 2000 tenha perdido a força juntamente com o fim da década passada, era pouco tocar para fãs do todo sorridente Dave Grohl. O Estado confirma com exclusividade que os contratos para o retorno de Ricky Wilson e sua trupe ao Brasil já estão assinados.

O grupo foi escolhido para ser a principal atração do Cultura Inglesa Festival, na edição responsável por festejar os 20 anos do evento – e, desde 2011, com shows gratuitos de grandes nomes do rock britânico. O evento com atrações espalhadas pela cidade tem início em 26 de maio, com uma programação que abraça teatro, cinema, artes visuais, dança. Os shows serão reunidos em um dia, na tarde e noite de 12 de junho, um domingo. As outras atrações ainda serão confirmadas. 

Como já ocorre há alguns anos, o Cultura Inglesa Festival voltará ao Memorial da América Latina. A saída do Parque da Independência, na zona sul, depois de duas edições, aconteceu na edição de 2013, com Kate Nash como principal atração da noite de música. Com a mudança para o Memorial, os fãs têm a opção de usar o metrô (na Estação Barra Funda) para ir e voltar do festival – e o local possibilita a montagem de uma praça de alimentação. 

Os ingressos serão distribuídos em pontos físicos e por meio do site do festival. Detalhes do início da retirada dos ingressos serão revelados em breve. 

A escolha de Kaiser Chiefs como a principal atração do festival mostra o Cultura Inglesa novamente flertando com o frescor do novo rock britânico renascido no início dos anos 2000 – após curar a ressaca do britpop noventista. Franz Ferdinand, em 2012, e Kate Nash, no ano seguinte, já mostravam essa aproximação com o público jovem, mas as duas atrações já haviam estado em São Paulo em turnês próprias. Eram um jogo ganho e garantido. 

O Kaiser Chiefs completa dez anos de carreira e sua última passagem pelo Brasil como headliners foi em 2008, quando canções da primeira trinca de discos do grupo (Employment, de 2005, Yours Truly, Angry Mob, de 2007, e Off with Their Heads, de 2008) disputaram espaço nas pistas de dança mais descoladas da cidade. Foram as atrações principais do festival Planeta Terra, mas dividiam as atenções com Bloc Party, The Breeders, Spoon e Offspring. Depois disso, o grupo voltou durante o Lollapalooza 2013, com uma apresentação ainda durante a tarde, embora bastante elogiada e energética, e por fim acompanhou o Foo Fighters na turnê brasileira de 2015. 

E a passagem mais recente não foi suficiente para mostrar a boa fase do grupo, exibida no álbum Education, Education, Education & War, do ano retrasado, lançado após um intervalo de três anos desde o insosso The Future Is Medieval. O tempo distante dos estúdios e a chegada do baterista Vijay Mistry, substituindo Nick Hodgson, fundador do grupo em 2000, foram bons para que Wilson colocasse as ideias em ordem. O resultado disso é Coming Home, canção com boa rotação, inclusive nas rádios por aqui. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.