Divulgação
Divulgação

Festival Mimo anuncia atrações para Rio e Olinda

Mostra internacional será em novembro, no Rio, entre 11 e 13, e, em Olinda, de 18 a 20; duo francês Jacky Terrasson & Stéphane Belmondo e colombiana Totó la Momposina estão na programação

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2016 | 07h58

Um dia depois de fazer o encerramento da temporada Paraty em sua 13ª edição, o festival Mimo anunciou as atrações das etapas Rio de Janeiro e Olinda, onde tudo começou. No final de semana, passaram por Paraty com mais destaque o grupo ucraniano Dakhabrakha na sexta; a cantora Elza Soares no sábado e, no domingo, o Baile do Almeidinha, com o bandolinista Hamilton de Holanda. Elza não fez um de seus melhores shows. A voz mostrava sinais de fraqueza e seu tempo era incerto. 

A  temporada no Rio será entre 11 e 13 de novembro e, em Olinda, de 18 a 20 de novembro. No Rio, uma novidade serão os dois palcos na revitalizada Praça Paris, na Glória. Entre as atrações internacionais, estão o duo francês Jacky Terrasson & Stéphane Belmondo; a colombiana Totó la Momposina; Pablo Lapidusas International Trio e Pat Thomas & Kwashibu Area Band. Na Igreja da Candelária estarão os pianistas portugueses Mario Laginha e Pedro Burmester. entre os nacionais, a dica é o reencontro da Banda Zil, formada nos anos de 1980 por Zé Renato, Claudio Nucci, Ricardo Silveira, Marcos Ariel, Zé Nogueira, Jurim Moreira e João Batista. E o encerramento será de Ney Matogrosso, que vai mostrar o show ‘Atento aos sinais’.

Em Olinda, os destaques são o saxofonista Léo Gandelman e a cantora Paula Lima, além de Zeca Baleiro, Totó la Momposina, Sons of Kemet, Pat Thomas e Kwashibu Area Band. O artista Mário Lúcio Sousa, que esteve na edição de Amarante (em Portugal) em julho, volta a participar como convidado na Igreja do Rosário. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.