1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Em show fechado, Mangueira traz Chico Buarque a SP

Lucas Nobile - Especial para O Estado de S.Paulo

21 Fevereiro 2014 | 00h 41

O cantor não se apresentava na cidade desde 2012

Quatro anos depois da última edição, o Show de Verão da Mangueira voltou a ser realizado, na noite desta quinta-feira, 20, em São Paulo. A 12ª edição do evento, criado em 1998 para arrecadar fundos para a escola de samba carioca, contou com a presença de diversos artistas, e teve como maiores estrelas Chico Buarque e Nelson Sargento.

O compositor, homenageado pela Mangueira no Carnaval de 1998, cantou A Rita e Samba do Grande Amor. Ao lado da portuguesa Carminho, ele interpretou Sabiá, parceria sua com Tom Jobim, no evento realizado no HSBC Brasil.

Chico não se apresentava em São Paulo desde 2012, quando fez shows da turnê de seu último disco.

Até as 23h30, passaram pelo palco nomes como Sombrinha e Leci Brandão, que homenageou o Olodum, o Círio de Nazaré, e o cantor Emílio Santiago, morto em 2013. O show teve ainda Lenine, que cantou músicas próprias e A Flor e o Espinho, do mangueirense Nelson Cavaquinho, e o cantor Péricles, que interpretou o clássico Não Deixe o Samba Morrer.

O evento ainda contou com o intérprete da Mangueira, Luizito, que, acompanhado da bateria Surdo Um, cantou diversos sambas históricos da escola, como Atrás da Verde e Rosa Só Não Vai Quem Já Morreu, além do samba-enredo de 2014, com todos os participantes festejando juntos o encerramento da festa, por volta de 0h05. O mesmo show foi realizado também anteontem no Rio de Janeiro.

Os ingressos foram distribuídos apenas para empresas e a venda não foi aberta ao público.