Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

'É preciso dormir, ter tempo para que a alma faça o trabalho do corpo', diz Gilberto Gil

Cantor e compositor de 74 anos participa de campanha de prevenção da hipertensão

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

20 Abril 2017 | 16h46

SÃO PAULO - Gilberto Gil participou de um talk-show promovido pelo Hospital Sírio-Libanês na manhã desta quinta-feira, 20, para debater o tema hipertensão arterial. Depois do evento, o cantor e compositor de 74 anos conversou com alguns jornalistas. "A consciência do envelhecimento é muito importante. Chega uma hora que você precisa dizer para si mesmo que está ficando velho. O homem velho é o rei dos animais", brincou ele.

Paciente do Hospital Sírio-Libanês, Gil, que é hipertenso, aceitou ser o "embaixador" da causa abraçada pelo Centro de Cardiologia da instituição. "Eu não queria voltar a trabalhar nos níveis de atividade que eu tinha tido até então. Não preciso disso hoje em dia. Eu não quero, na verdade. Se eu trabalhar um terço do que trabalhava antes, ainda vou conseguir me sustentar perfeitamente. Quero descansar. É preciso dormir, ter tempo para que a alma faça o trabalho do corpo", disse Gil sobre as mudanças de seus hábitos após a descoberta da doença, há quase 1 ano.

Questionado sobre a atual situação política do País, o ex-ministro da Cultura da era Lula foi pontual: "Minha preocupação é a mesma de todos os cidadãos brasileiros. Espero que as coisas sejam retomadas. Sempre com a participação da sociedade", afirmou.  

O bate-papo contou com as participações das doutoras Fernanda Consolim e Roberta Saretta. A abertura do evento foi feita pelo professor e doutor Roberto Kalil Filho, diretor-geral do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês.

Histórico. Gilberto Gil foi internado pela primeira vez no Hospital Sírio-Libanês no dia 25 de fevereiro de 2016. Ele foi diagnosticado com hipertensão e insuficiência renal.

Em setembro do mesmo ano, Gil chegou a ficar uma semana no hospital. Um mês antes, em agosto, ele adiou uma apresentação que faria com Caetano Veloso na casa de shows Metropolitan, na Barra da Tijuca, depois de se sentir mal.

Gil chegou a compor uma canção para a cardiologista Roberta Saretta, que faz parte da equipe do médico Roberto Kalil Filho e tratou o cantor nas internações anteriores. A canção foi publicada no Instagram de Flora Gil, mulher do cantor, em um vídeo de 40 segundos e acompanhado da legenda: "Inspiração depois de tanto hospital. #obrigadatodososmedicos".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.