Michael Zorn/AP
Michael Zorn/AP

Depois de 5 anos, Bon Jovi e Richie Sambora voltam a se apresentar juntos

Banda, que entrou para o Hall da Fama do Rock and Roll, reuniu sua formação clássica para noite de gala; Moody Blues, Dire Straits, The Cars, Nina Simone e Sister Rosetta Tharpe também foram homenageados

AFP

15 Abril 2018 | 16h01

Bon Jovi, Moody Blues, Dire Straits, The Cars, Nina Simone e Sister Rosetta Tharpe se juntaram à realeza da música no sábado quando foram aceitos no Hall da Fama do Rock and Roll.

+++ Rock in Rio: Em noite mágica, Bon Jovi faz aquela farofa musical que todo mundo ama

Richie Sambora, o guitarrista original do Bon Jovi, se reencontrou com a banda para uma apresentação em Cleveland que incluiu sucessos como You Give Love a Bad Name e It's My Life.

+++ Bon Jovi mostra força de renovação de público em São Paulo

A banda Moody Blues, com influências do R&B, também subiu ao palco para interpretar Your Wildest Dreams.

A lenda do soul Nina Simone e Sister Rosetta Tharpe, a inspiração gospel dos primeiros roqueiros, foram aceitas de maneira póstuma, e os britânicos Dire Straits completaram o grupo de 2018 do Hall da Fama.

+++ Com clássicos do Bon Jovi, Richie Sambora faz show emblemático em São Paulo

The Cars, liderados por Ric Ocasek, levaram os efeitos eletrônicos do New Wave para canções pop classicamente estruturadas, tendo uma série de sucessos como You Might Think, Shake It Up e Drive.

O santuário da cultura do rock consulta cerca de 1.000 historiadores e participantes da indústria musical para selecionar os aceitos.

+++ Richie Sambora, ex-guitarrista do Bon Jovi, faz shows em SP e descarta volta à banda: 'Não agora'

Bon Jovi, os roqueiros de Nova Jersey liderados por Jon Bon Jovi, ficaram em primeiro lugar na pesquisa que também levou em conta as preferências de 6,8 milhões de fãs.

Simone, que ganhou a entrada em sua primeira indicação, foi considera uma das cantoras de mais importância do século 20, que levou a sensibilidade da música clássica ao gospel e ao jazz. Morreu na França em 2003. Tharpe, falecida em 1973, foi escolhida por sua precoce influência no rock. Assista aos vídeos:

Livin' On A Prayer

It's My Life

You Give Love a Bad Name

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.