Daniela Mercury se apresentará no Grammy Latino

Show da brasileira tem destaque na premiação mais importante da indústria musical latino-americana

Zayra Mo, da EFE,

31 Outubro 2007 | 12h21

Las Vegas, a cidade do jogo e de todos os tipos de espetáculos, receberá na próxima semana a 8ª edição do Grammy Latino, a premiação anual mais importante da indústria musical latino-americana, com destaque para o show da brasileira Daniela Mercury.   Apesar da cerimônia de entrega dos prêmios estar marcada para 8 de novembro no hotel Mandalay, desde segunda-feira é realizada uma série de atividades e espetáculos para festejar a música latina.   "Las Vegas foi escolhida porque é uma cidade projetada para o mundo do espetáculo", declarou à Agência Efe Gabriel Abaroa, presidente da Academia Latina de Gravação (Laras, na sigla em inglês).   "(Las Vegas) tem um crescimento enorme da população hispânica, já que dos dois milhões de habitantes, mais de 15% são latinos, além da significativa população turística flutuante latino-americana", acrescentou Abaroa.   Nas próximas edições do Grammy Latino serão consideradas as candidaturas de cidades tão diversas como Dallas, Houston, Washington DC, Atlanta, San Juan (Porto Rico), Barcelona (Espanha) e Xangai (China).   Agora, Abaroa está mais atento à logística de todas as atividades da próxima semana, como a complexidade de organização para coordenar os 700 artistas que passaram pelo "tapete verde".   Um total de 500 candidatos, selecionados entre 5,1 mil álbuns, se dividem em 49 categorias que vão desde gêneros como tropical, regional mexicana, infantil, brasileira, urbana, entre outros.   Duas novas categorias foram incluídas na oitava edição: Melhor Canção Urbana, na qual competem Don Omar-Wisin e Yandel, Daddy Yankee-Fergie, Calle 13-Orishas, entre outros, e Melhor Vídeo Versão Longa.   A seleção dos vencedores para o gramofone dourado é feita num processo iniciado há meses com as gravadoras.   "É o prêmio mais importante que um artista pode receber porque é um reconhecimento de seus colegas e companheiros ao trabalho", afirmou Abaroa.   A lista de candidatos foi elaborada e enviada aos 3,5 mil membros da Laras, que votam nas categorias. Eles são formados por cantores, produtores, músicos, compositores e outros profissionais da música.   Abaroa, presidente da Laras desde 2003, também escolhe os vencedores. Ele realiza um processo educativo quando não conhece algum artista ou álbum, se informando e perguntando para amigos e familiares.   A empresa americana Deloitte contabilizará os resultados e os entregará no dia da cerimônia.   "É um processo muito democrático, que no final é muito íntegro, onde há mais acertos que erros", acrescentou Abaroa.   Além das votações, os membros e o Conselho Diretor da Laras escolhem os homenageados para o Prêmio de Excelência Musical, Prêmio do Conselho Diretor e Personalidade do Ano.   Nesta edição, o artista dominicano Juan Luis Guerra receberá o prêmio Personalidade do Ano, pelas contribuições filantrópicas, conquistas profissionais e culturais.   Estas homenagens serão realizadas na véspera da cerimônia de entrega dos prêmios.   A 8ª edição do Grammy Latino terá espetáculos de Ricky Martin, Aleks Syntek, Rubén Blades, Daddy Yankee, Milly Quezada, JohnnyRivera, Daniela Mercury e Carlos Vives.   No final da festa, os salseiros cubanos Willy Chirino e Isaac Delgado se apresentarão para quase 3,5 mil convidados.

Mais conteúdo sobre:
Daniela Mercury Grammy Latino

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.