1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Concurso Bidu Sayão começa hoje em Belém

Agencia Estado

26 Agosto 2002 | 03h 58

Começa nesta segunda-feira em Belém a terceira edição do Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão que, até domingo, vai ocupar o recém-restaurado Theatro da Paz, um dos principais cartões-postais da capital paraense. Ao todo, 34 cantores vão se apresentar em busca de um total de R$ 71 mil em prêmios e, mais do que isso, de chances profissionais que podem se seguir à visibilidade oferecida pela competição. "Na prática, o Bidu Sayão tornou-se uma audição privilegiada, em que os cantores têm a oportunidade de se apresentar para um júri internacional de altíssimo nível e para uma platéia na qual é cada vez maior o número de olheiros à procura de novos talentos", diz o diretor-geral do concurso Cléber Papa. Presidido pelo maestro John Neschling, o júri deste ano tem como destaque a presença de Christina C. Scheppelmann (administradora artística da Ópera de Washington), Luca Targetti (diretor de elenco do Scala de Milão), Menno Feenstra (diretor de elenco do festival de Glyndebourne, na Inglaterra), Patrick Shelley (maestro da Ópera de Dorsett), Asta-Rose Alcaide (coordenadora de montagens de ópera da Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília). Os cantores disputam em duas categorias: destaque masculino e feminino. O primeiro colocado em cada categoria recebe R$ 15 mil. O segundo colocado, R$ 10 mil; o terceiro, R$ 5 mil; o quarto, R$ 3 mil; o quinto, R$ 2 mil. Há também o prêmio do júri popular (R$ 1 mil) e o certificado Prêmio Professor, aos professores dos primeiros colocados. Entre os concorrentes, há seis candidatos estrangeiros (Estados Unidos, Rússia, Finlândia, Grécia e Uruguai) e 28 brasileiros, de São Paulo, Rio, Pará, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Distrito Federal. São eles: tenores - Francisco Simal, Antonio Wilson, Elias Viana, Ewandro Stenzowski, Luciano Botelho, Marcos Aguiar e Miguel Geraldi; sopranos - Lys Nardoto, Guiomar Milan , Della Henry, Eija Räisänen, Olga Bakali, Dione Colares, Patrícia Oliveira, Ana Paula Brunkow, Patrícia Moura, Kalika Damian, Marinice Lenz e Andrea Isobata; barítonos - Douglas Speckhahn, Homero Velho, Rodolfo Giugliani, Yuri Juruskevicius, Federico Sanguinetti, Pythagoras Aragão, Raimundo Mira e Eduardo Santana; meio-sopranos - Josianne dal Pozzo, Luciana Costa e Silva, Josira Salles, Verônica Reznikovskaya e Denise de Freitas; baixos - Flávio Mathias e Marcos Ribeiro da Silva Carvalho.

  • Tags: