1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Gilberto Gil segue internado em São Paulo

- Atualizado: 07 Março 2016 | 11h 05

Cantor e compositor baiano tinha alta prevista para a última sexta-feira, 4, mas continua no Hospital Sírio-Libanês

Gilberto Gil continua internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por conta de um quadro de hipertensão arterial. O cantor e compositor tinha alta prevista para a última sexta-feira, 4, e voltaria para o Rio, onde mora. O artista, no entanto, segue em observação. As informações foram confirmadas pela assessoria de imprensa do hospital.

Segundo informações do último boletim médico, o estado de saúde do baiano, de 73 anos, é estável. Dependendo dos resultados dos exames que faz no hospital, Gil pode ter alta na sexta-feira, 4. Ele está sendo atendido pelo cardiologista Roberto Kalil Filho e pelo nefrologista e especialista em hipertensão arterial Paulo Cesar Ayrosa Galvão.

Gil está internado no Sírio-Libanês desde o dia 25 de fevereiro. O compositor foi fazer seu check-up e, durante a bateria de exames, foi detectado uma hipertensão arterial.

Segundo porta-vozes do músico, a continuação da turnê "Dois amigos, meio século de música", ao lado de Caetano Veloso, está mantida para abril
Segundo porta-vozes do músico, a continuação da turnê "Dois amigos, meio século de música", ao lado de Caetano Veloso, está mantida para abril

Segundo porta-vozes do músico, a continuação da turnê "Dois amigos, meio século de música", ao lado de Caetano Veloso, está mantida para abril. Os dois vão se apresentar nos Estados Unidos, Europa e América Latina.

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX