Elizabeth Weinberg/The New York Times
Elizabeth Weinberg/The New York Times

Com documentário sobre Iggy Pop, SIM São Paulo inicia quinta edição com 130 artistas

Evento terá início em noite de abertura realizada na Casa Natura Musical, nesta quarta-feira, 6, com shows de Jards Macalé e Ava Rocha

Pedro Antunes, O Estado de S.Paulo

06 Dezembro 2017 | 06h01

A contagem de tempo nem sequer chega aos 7 minutos e Iggy Pop diz, diante da câmera, o que há muito evitava fazê-lo. Mostra a fragilidade do homem escondido pelo próprio mito. É mais James Osterberg Jr., um homem de 79 anos, do que o sr. Pop, o ensandecido que se rasgou inteiro, saltitou por palcos de diferentes tamanhos por aí e construiu uma carreira de pelo menos quatro décadas. 

“Queria ver se eu ainda era capaz”, diz Iggy, ou James, por fim, após um depoimento emocionante sobre a incapacidade dos Stooges, a banda que o lançou, ser capaz de criar algo digno da sua história. “Nossa zona de conforto era fazer valer aquilo que fizemos no passado.” 

A abertura do documentário American Valhalla, obra que detalha o disco mais recente de Pop, criado em uma colaboração com Josh Homme, vocalista e guitarrista do Queens of the Stone Age, já entrega a jornada emocional percorrida pelos artistas nas cenas a seguir. Pop busca a redenção, mostrar-se capaz; Homme, por sua vez, vive o sonho e pesadelo de colaborar com seu ídolo. 

Seguindo uma tradição, a Semana Internacional de Música de São Paulo, a SIM, realizada desta quarta, 6, a segunda-feira, 11, por toda a capital paulista, traz mais um aguardado documentário sobre uma estrela da música na sua programação – tal como fez com Oasis: Supersonic, sobre a banda dos irmãos Gallagher, e One More Time With Feeling, a respeito do ressurgimento de Nick Cave após a morte do filho dele.

American Valhalla será exibido na Sala Lima Barreto, no Centro Cultural São Paulo, em 9 de dezembro, sábado, às 17h. O outro filme da programação, If I Think of Germany at Night, uma jornada pela música eletrônica da Alemanha, tomará a sala na sequência, às 19h.

As entradas são gratuitas, mas 50% dos ingressos são destinados àqueles que estão credenciados para a SIM São Paulo – as pro-badges, como são chamadas as credenciais que dão acesso a todo o evento, estão no terceiro lote e custam R$ 350. 

Cinco dias de música

A SIM chega seu quinto ano em 2017 com números que comprovam a eficiência da music convencion. A programação iniciada nesta quarta, com uma noite de shows de Ava Rocha e Jards Macalé, na Casa Natura Musical, inclui apresentações de 130 a artistas e bandas em 40 eventos espalhados por 20 casas de shows da cidade – e essa quantidade conta apenas com as performances noturnas. A programação completa do braço de shows da SIM, chamada SIM Live, também conta com os showcases diurnos, realizados entre 7 a 9 de dezembro, na Sala Adoniran Barbosa. Serão 27 apresentações, de 20 minutos de duração. Os shows se iniciam sempre às 15h e seguem em sequência até as 21h. A entrada é gratuita e liberada para o público – ou seja, a dica é quente para quem não irá participar da convenção, mas gosta de conhecer novos artistas. 

Os outros dois braços da SIM são os chamados Convention e o Networking & Business. No primeiro, são realizados debates, workshops e palestras sobre o mercado da música. No outro, os credenciados (a expectativa é que, neste ano, sejam 2,5 mil) participarão de ações que visam conectar os interessados em música e estimular parcerias, com speed-meetings, coquetéis, pitches e por aí vai. 

Por fim, para celebrar esta quinta edição será realizada a primeira edição do Prêmio SIM, que passará a ser anual, e selecionará nomes e iniciativas marcantes do mercado da música, dentro das categorias de projeto do ano, inovação, novo talento e contribuição à música. A programação completa da SIM está no site oficial do evento. 

DESTAQUES

Noite PWR Records

Musa Híbrida, My Magical Glowing Lens e Winter tocam na Breve, na quinta, 7, às 20h 

Noite Mineira

Bárbara Sweet, DJ Nest, DJ Peixota, Douglas Din, Família de Rua, Gui Hargreaves, Juliana Perdigão e Young Lights tocam na Casa do Mancha, na sexta, 8, às 20h

Noite Honey Bomb 

Shows de BIKE, Cora, Holy Wave, Joe Silhueta e Nevoar, no Z Carniceria, na sexta, 8, às 21h 

Mostra SÊLA

A força feminina de Ana Cañas, Ana Larousse, Camila Garófalo, Ekena, Letrux, Luana Hansen, Luedji Luna, Luiza Lian e Nina Oliveira, na Casa Natura Musical, no sábado, 9, a partir das 20h 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.