Leo Aversa
Leo Aversa

'Caravanas', de Chico Buarque, traz 7 canções inéditas; confira o faixa a faixa

Novo disco traz parcerias com os netos Chico Brown e Clara Buarque; álbum também registra a colaboração ousada com integrante do Dream Team do Passinho

O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2017 | 10h07

Nesta terça-feira, 22, foi liberado para a imprensa a audição do novo disco de Chico Buarque. Caravanas conta com 9 faixas. As canções não foram compostas de uma única vez, como o cantor e compositor sempre faz. Chico as escreveu aos poucos, desde o final de 2015, no estúdio da gravadora Biscoito Fino, no Rio de Janeiro. Quando 7 das 9 composições estavam prontas e gravadas, Chico acoplou outras duas canções que nunca estiveram em um disco seu. Elas são: Dueto e A Moça do Sonho. O disco estará disponível tm todas as plataformas digitais nesta sexta-feira, 25. Confira abaixo um faixa a faixa sobre as nove músicas inéditas do novo disco de Chico Buarque:

Tua Cantiga

Tua Cantiga é uma música do pianista e arranjador Cristóvão Bastos. A canção que abre o disco é uma declaração de amor. Ela é é toda construída sobre "falsas" rimas, ou rimas aliterantes, que se dão pelo som, como suspiro-ligeiro, nome-perfume, lenço-alcanço, filhos-joelhos, até rimas mais distantes na canção, como "plumas", que vai rimar lá em baixo com a própria palavra "rimas". Tua Cantiga trata do amor eterno e realizado.

Blues Pra Bia

Na segunda faixa de Caravanas, Blues pra Bia, Chico demonstra sua intimidade com o gênero - que gerou canções lindas do seu repertório, como O Último Blues (do filme A Ópera do Malandro) ou Bancarrota Blues, em parceria com Edu Lobo para a peça O Corsário do Rei. Blues pra Bia fala de um amor que ficará irrealizado.

A Moça do Sonho

A Moça do Sonho trata do amor impossível, ideal, inalcançável. Entrou no disco porque Chico queria uma canção, digamos, clássica de sua parceria com Edu Lobo. O arranjo simples, calcado apenas em violão e violoncelo realça a riqueza harmônica e melódica da canção, emoldura a letra onírica de Chico.

Jogo de Bola

Finalmente um samba. A música trata do futebol amador, da pelada da qual Chico pratica semanalmente, liderando seu tradicional time, o Politheama. Chico se inspira em Puskás, grande jogador húngaro de 1954, para compor um dos versos mais virtuosísticos do disco.

Massarandupió

É uma parceria inédita de Chico Buarque com seu neto Chico Brown, de apenas 21 anos. Chico Brown é filho de sua filha Helena e do cantor e compositor Carlinhos Brown. Com arranjo orquestral de Luiz Claudio Ramos, a letra de Chico Buarque descreve a música, as aventuras da infância do Brown, um menino criado na praia.

Dueto

Outra parceria familiar. Desta vez com a neta Clara Buarque, também filha de Helena e Carlinhos Brown. Clara fez parte do grupo vocal Subversos. Chico gravou Dueto com Clara e outros netos para o documentário sobre ele dirigido por Miguel Faria Jr., em 2015, Chico, Artista Brasileiro. A canção é mais puxada para o jazz e surpreende pela doçura. Instagram, Telegram, Tinder e Youtube são algumas das palavras proferidas pelo "vovô Chico Buarque".

Casualmente

Um bolero clássico feito por Chico e seu parceiro Jorge Helder. A ideia inicial era que Casualmente fosse uma encomenda para um disco que a cantora cubana Omara Portuondo faria no Brasil. A letra em espanhol faz uma descrição romântica de Havana, capital de Cuba.

Desaforos

Um samba delicado: assim pode ser classificado Desaforos. Escrito para uma mulher que anda falando mal de um cara, o samba pode muito bem servir de reposta às pessoas que atacam e xingam as outras em redes sociais, nas ruas, nos restaurantes, em qualquer lugar e por meras diferenças ideológicas.

As Caravanas

As Caravanas encerra o disco de forma ousada. Trata-se de um crônica carioca inspirada nos conflitos entre policiais e garotos das favelas que são frequentemente acusados de roubos e agressões nas praias da zona sul carioca. As Caravanas apresenta arranjos de Luiz Claudio Ramos e tem participação de Rafael Mike, integrante do grupo Dream Team do Passinho.

 

Mais conteúdo sobre:
Chico Buarque Carlinhos Brown Música

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.