BEATLES WEEK
BEATLES WEEK

Caetano Veloso: 'A voz de Jerry Adriani nada tinha a ver com a dos seguidores da bossa nova'

Compositor fala ao 'Estado' sobre o homem que "tem orgulho de ter conhecido e de ter como amigo": "Jerry foi uma figura especial na época do crescimento da música jovem entre nós."

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

23 Abril 2017 | 21h38

O compositor Caetano Veloso lamentou com exclusividade ao Estado, na tarde deste domingo (23), a morte de Jerry Adriani. Caetano, ao contrário de Gil, Edu Lobo e Elis Regina, não participou da passeata contra a guitarra elétrica feita em São Paulo, em 1967, para deter o avanço midiático da Jovem Guarda, da qual Adriani era um dos personagens.

"Jerry Adriani foi uma figura especial na época do crescimento da música jovem entre nós. Com uma voz viril, que nada tinha a ver com a dos seguidores do aspecto cool da bossa nova, como Roberto Carlos, ele encantou corações femininos e fez brilhar mais forte o pop-rock nacional. Seu timbre, trabalhado em canções italianas, ecoou nas cordas vocais de Renato Russo e marcou para sempre a estrada da música brasileira. Ele era, além de tudo isso, uma figura humana maravilhosa. Afirmativo e desencanado, era um prazer estar com ele. A última vez que o vi, numa pizzaria do Jardim Botânico, encontrei-o íntegro, igual a si mesmo, verdadeiro. Tenho orgulho de tê-lo conhecido e de tê-lo como colega."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.