EFE
EFE

Cabelo de Mozart é vendido em leilão

Foram vendidos, ainda, uma mecha de Beethoven e partituras manuscritas de Tchaikovski, Mozart e Wagner, entre outros itens

EFE

28 Maio 2015 | 16h55

Um tufo de cabelo do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) foi vendido nesta quinta-feira, 28, em Londres, pela casa de leilões Sotheby's, por US$ 53.800, valor mais alto do que o estimado.

A mecha, dentro de um medalhão dourado do século 19 e acompanhado de um manuscrito, e cujo valor inicial era calculado entre US$ 15.300 e US$ 18.400, foi uma das peças de maior destaque no leilão dedicado à música, livros e manuscritos. A peça foi um presente da viúva de Mozart, Constanze, para a mãe do compositor alemão Kark Anschütz (1813-1870), antes de ser adquirida pelo britânico Arthur Sommervell (1863-1937). Foi a família dele que decidiu pelo leilão.

Além disso, foram vendidos um tufo de cabelo do alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827) e o convite para o seu enterro, por US$ 12.500 dólares – também acima do esperado. O convite, que celebra o funeral do “famoso e insubstituível compositor”, e os fios de cabelo tinham sido avaliados entre US$ 3 mil e US$ 4 mil. 

No total, havia 315 lotes, incluindo partituras manuscritas de obras de Tchaikovski, Mozart, Thomas Mann e Richard Wagner. A da suíte número dois para orquestra do compositor russo (1840-1893), de 32 páginas, foi a estrela do leilão e alcançou US$ 505.900. Outro destaque: uma transcrição feita por Mozart da obra Stabat Mater, de Marchese Eugenio Ligniville, que data de 1773, vendida por US$ 256 mil.

Mais conteúdo sobre:
Cultura Música

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.