Bobby Womack, lenda da soul music, morre aos 70 anos

Americano é autor de vários hits, incluindo 'Lookin' for a love'

O Estado de S.Paulo, O Estado de S. Paulo

27 Junho 2014 | 22h28

O cantor americano de soul Bobby Womack morreu na manhã desta sexta-feira, 27, aos 70 anos. A informação foi confirmada à Revista Rolling Stone pela XL Recordings, gravadora do artista. Womack já havia sido diagnosticado com câncer em 2012, mas a causa da morte não foi oficialmente divulgada.

Considerado uma das maiores vozes do gênero, o músico começou sua carreira ao lados dos irmãos Curtis, Harry, Cecil e Friendly Jr na banda Womack Brothers. Womack também foi guitarrista do grupo gospel The Five Blind Boys of Mississippi. Em 1960, a banda mudou o nome para The Valentinos.

Womack deixou o grupo em 1965 e, desde então, gravou com outros artistas, incluindo Elvis Presley, Aretha Franklin, Marvin Gaye e Jimi Hendrix. O primeiro álbum solo do cantor, Fly me to the Moon, foi lançado em 1968. Em 2013, ele se apresentou no País pela primeira vez, no festival Back2Black.

O músico, que em 2009 entrou para o Hall da Fama do Rock and Roll, foi o compositor de vários hits, incluindo Lookin' for a love, That’s the way I feel about Cha e If you think you’re lonely Now. O primeiro grande hit dos Rolling Stones,  It's all over now, de 1964, também foi escrita por Womack.

Mais conteúdo sobre:
Bobby Womack soul music

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.