Eduardo Nicolau/Estadão
Eduardo Nicolau/Estadão

Bebel pede à Justiça que porta do apartamento de João Gilberto seja arrombada, diz jornal

Segundo informações de 'O Globo', filha estará acompanhada de um médico de confiança

O Estado de S.Paulo

28 Março 2018 | 19h11

Bebel Gilberto teria pedido à Justiça o arrombamento da porta do apartamento de seu pai, João Gilberto, no Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro. As informações são do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

+++ João Gilberto é interditado judicialmente por Bebel Gilberto

Ainda de acordo com a publicação, o pedido foi feito pela advogada de Bebel, Simone Kamenetz, ao juiz Renato Lima Charnaux Sertã, da 5ª Vara de Órfãos e Sucessões do Rio de Janeiro. A advogada Simone Kamenetz não foi localizada pela reportagem do Estado para comentar o assunto.

+++ Refugiado dentro de si, João Gilberto não quer festa pelos 85 anos

Renato Lima Charnaux Serta decidiu que Bebel deverá "indicar um médico de confiança para acompanhamento da diligência, zelando-se assim pela integridade física" de João em um prazo de até 48 horas. O juiz exigiu ainda que a filha do cantor acompanhe o procedimento pessoalmente.

+++ Eric Clapton sonha em tocar com João Gilberto

O juiz teria determinado também que Bebel deve "esclarecer quais as providências que serão adotadas caso haja necessidade da imediata remoção" de João do apartamento para um hospital.

Em novembro do ano passado, Bebel conseguiu na Justiça interditar o pai. A medida seria para proteger o artista, que vive sozinho no Rio e está com a saúde fragilizada pela idade. Bebel, que mora em Nova York, veio à cidade para tratar da questão. Recluso, João não é visto em público desde 2008, quando fez shows por ocasião dos 50 anos da bossa nova. 

+++ João Gilberto ganha processo histórico contra a gravadora EMI

Bebel também teria afirmado, por intermédio de sua advogada, no último dia 22 de março, que estará presente no dia e no horário previamente agendado pela Justiça para cumprimento da diligência, além de ter médico e chaveiro profissionais habilitados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.