Astro do reggae é morto na África do Sul

Lucky Dube, 43 anos, foi vítima de assalto em Johannesburgo, diz polícia.

BBC Brasil, BBC

19 Outubro 2007 | 05h45

Lucky Dube, o astro sul-africano do reggae, foi morto a tiros em Johannesburgo, na África do Sul. Um porta-voz da polícia disse que o cantor, que tinha 43 anos, estava levando o filho de carro a uma localidade no subúrbio de Rosettenville quando foi atacado por bandidos armados que teriam tentado levar o seu carro. Seu filho já tinha deixado o carro quando viu o ataque e avisou a polícia, segundo o porta-voz. Um dos artistas mais populares do país, Lucky Dube fez várias turnês mundias, divulgando suas músicas pregando justiça social. Ele esteve no Brasil em 1997, participando o Reggae Ruffles, e em 2004, quando foi o destaque do Expresso Brasil. Nascido Ermelo Dube, segundo o site allmusic.com, o músico gravou seus primeiro álbuns cantando na língua zulu, no início dos anos 80. A partir de 84 ele passou a se dedicar exclusivamente ao reggae, inspirado na luta contra o apartheid. Seu primeiro álbum do gênero, Rasta Never Die, foi proibido de ser executado nas rádios sul-africanas. Seus álbuns Slave, Prisoner e Together As One, projetaram sua fama internacionalmente. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.