Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Vargas Llosa vai fazer seminário com políticos e escritores na Espanha

Literatura

Ruth Fremson|The New York Times

Vargas Llosa vai fazer seminário com políticos e escritores na Espanha

Escritor peruano vencedor do Prêmio Nobel de Literatura completa 80 anos nesta segunda-feira, 28

0

EFE

28 Março 2016 | 11h20

MADRI - O escritor peruano e Prêmio Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa vai congregar a partir de terça-feira, 29, em Madri, ex-dirigentes ibero-americanos, como Andrés Pastrana, Álvaro Uribe e Felipe González, que participarão de um seminário para celebrar seu 80º aniversário.

Vargas Llosa, que completa 80 anos nesta segunda-feira, 28, organiza nesta noite, com sua atual companheira, Isabel Preysler, um jantar privado em um hotel da capital espanhola em que estarão 400 convidados, entre os quais figuram uma dezena de mandatários políticos. Na terça, ele vai presidir o seminário "Vargas Llosa: Cultura, Ideas y Libertad", organizado pela Fundação Internacional para a Liberdade e pela cátedra que leva seu nome, e no qual também estarão presentes o ex-presidente chileno Sebastián Piñera e o uruguaio Luis Alberto Lacalle.

No encontro, na Casa de América de Madri, políticos, pensadores e escritores vão discutir sobre o futuro da Ibero-América, assim como os desafios da democracia no continente americano.

O ato será inaugurado pelo presidente espanhol em exercício, Mariano Rajoy, e contará com a presença dos ex-presidentes Felipe González e José Maria Aznar.

Entre os intelectuais que assistirão ao evento estão a blogueira cubana Yoani Sánchez, o escritor colombiano Plinio Apuleyo, o historiador chileno Mauricio Rojas, o estadounidense Alex Chafuen, e o Prêmio Nobel Orham Pamuk, que encerrará o seminário com uma conversa com o aniversariante.

Na próxima quarta-feira, 30, ocorre uma segunda jornada com mais protagonistas da vida política, social, empresarial e cultural da América Latina e da Espanha, entre os quais o empresário mexicano Ricardo Salinas Pliego, o filósofo espanhol Fernando Savater e os escritores espanhóis Javier Cercas e Carmen Riera.

Comentários