1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Prêmio São Paulo de Literatura anuncia romances finalistas

Maria Fernanda Rodrigues - O Estado de S. Paulo

19 Agosto 2014 | 03h 00

Adriana Lisboa, Bernardo Carvalho, Alberto Martins, Laura Erber e João Anzanello Carrascoza concorrem nas três categorias da premiação que dará, no total, R$ 400 mil aos vencedores

Criado em 2008, o Prêmio São Paulo de Literatura anuncia nesta terça-feira os 20 finalistas de suas três categorias. Se em 2013 a premiação consagrou a edição independente - os dois estreantes foram publicados pela Scriptum, de Minas Gerais, e pela paulista Patuá -, este ano quase todos os finalistas foram editados por grandes casas. A Companhia das Letras, por exemplo, lançou seis dos 10 livros que concorrem na categoria melhor romance. Entre os estreantes com mais de 40 anos, destaque para a Cosac Naify - cinco dos sete finalistas foram aposta da editora.

Divulgação
Com o romance Hanói, ela concorre ao prêmio de R$ 200 mil

Na lista dos melhores romances de 2013, valendo R$ 200 mil, estão Hanói (Alfaguara), de Adriana Lisboa; Lívia e o Cemitério Africano (Editora 34), de Alberto Martins, vencedor do Prêmios APCA; Anel de Vidro (Ouro Sobre Azul), de Ana Luisa Escorel; Reprodução (Companhia das Letras), de Bernardo Carvalho; A Cidade, o Inquisidor e os Ordinários (Companhia das Letras); A Tristeza Extraordinária do Leopardo-das-neves (Companhia das Letras), de Joca Reiners Terron; O Bibliotecário do Imperador (Globo), de Marco Lucchesi; A Maçã Envenenada (Companhia das Letras), de Michel Laub; A República das Abelhas (Companhia das Letras), de Rodrigo Lacerda; e O Drible (Companhia das Letras), de Sérgio Rodrigues.

Entre os finalistas na categoria melhor romance de autor com mais de 40 anos, estão Barreira (Companhia das Letras), de Amilcar Bettega; Pessoas que Passam Pelos Sonhos (Cosac Naify), de Cadão Volpato; Nossos Ossos (Record), de Marcelino Freire; O Frio Aqui Fora (Cosac Naify), de Flavio Cafiero; Aos 7 e aos 40 (Cosac Naify), de João Anzanello Carrascoza; Na Escuridão, Amanhã (Cosac Naify), de Rogerio Pereira; e Opisanie Swiata (Cosac Naify), de Verônica Stigger. O vencedor ganhará R$ 100 mil.

Já na categoria melhor romance de autor com até 40 anos, que também ganhará R$ 100 mil, estão O Evangelho Segundo Hittler (Record), livro com o qual Marcos Peres ganhou o Prêmio Sesc de Literatura; Olhos de Bicho (Rocco), de Ieda Magri; e Esquilos de Pavlov (Alfaguara), de Laura Erber.

Os vencedores serão conhecidos em novembro. Este ano, concorreram 153 romances publicados em primeira edição no Brasil em 2013 (67 de autores veteranos, 45 de estreantes com mais de 40 anos e 41 de autores com menos de 40).

O júri desta primeira etapa foi composto por 10 profissionais de áreas diversas do livro. São eles: Jefferson Agostini Mello, Jiro Takahashi, Manuel da Costa Pinto, Margaret Alves Antunes, Maria Antonia Pavan de Santa Cruz, Maria Celeste de Souza, Mirhiane Mendes de Abreu, Paloma Vidal, Ricardo Ramos Filho e Sandra Espilotro. Os curadores do prêmio são Lígia Fonseca Ferreira, Marcia Elisa Garcia de Grandi, Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan, José Castilho Marques Neto e Andrea Saad Hossne.

Outros vencedores

Até 2013, o Prêmio São Paulo de Literatura tinha apenas duas categorias - para romancistas estreantes e veteranos, e o pagamento era igual. No ano passado a categoria estreante foi desmembrada e o prêmio, dividido. Confira os vencedores das edições passadas:

2013

Melhor Livro do Ano: Barba Ensopada de Sangue, de Daniel Galera

Melhor Livro do Ano  - Autor estreante com mais 40 anos: Desnorteio, de Paula Fábrio  

Melhor Livro do Ano - Autor estreante com menos de 40 anos: Antiterapias, de Jacques Fux

2012

Melhor Livro do Ano: Vermelho Amargo, de Bartolomeu Campos de Queirós (in memoriam)

Melhor Livro do Ano - Autor estreante: Os Hungareses, de Suzana Montoro

2011

Melhor Livro do Ano: Passageiro do Fim do Dia, de Rubens Figueiredo

Melhor Livro do Ano - Autor estreante: Método Prático de Guerrilha, de Marcelo Ferroni

2010

Melhor Livro do Ano: A Minha Alma é Irmã de Deus, de Raimundo Carrero

Melhor Livro do Ano  - Autor estreante: Se eu Fechar os Olhos Agora, de Edney Silvestre

2009

Melhor Livro do Ano: Galileia, de Ronaldo Correia de Brito

Melhor Livro do Ano - Autor estreante: A Parede no Escuro, de Altair Martins

2008

Melhor Livro do Ano: O Filho Eterno, de Cristóvão Tezza

Melhor Livro do Ano - Autor estreante: A Chave da Casa, de Tatiana Salem Levy