Acervo pessoal/Divulgação
Acervo pessoal/Divulgação

Morre Manuel Graña Etcheverry, poeta, genro e tradutor de Drummond

Autor de 'Antologia Hede', o argentino tinha 99 anos

O Estado de S. Paulo

27 Maio 2015 | 16h16

Manuel Graña Etcheverry, genro e tradutor de Carlos Drummond de Andrade e de outros poetas, morreu na madrugada desta quarta-feira, ao 99 anos, na Argentina. Manolo, como era conhecido, nasceu em Córdoba e foi também poeta, advogado e deputado do Congresso Nacional aos 30 anos. 

Em 1949, ele se casou com Julieta, filha única de Drummond, com quem teve três filhos: Carlos Manuel, Luis Mauricio e Pedro Augusto. Eles se separaram em 1971.

No Brasil, ele lançou, em 2012, pela Companhia das Letras, Antologia Hede, um “manual da literatura fantástica” em que exalta a poesia de um povo fictício. É dele, também, o estudo erudito sobre versificação, La Equivalencia de Oxítonos, Paroxítonos y Proparoxítonos a Fin de Verso, publicado em 1957 na Revista do Livro, dirigida pelo Alexandre Eulálio.

Manolo faria 100 anos em novembro.

Mais conteúdo sobre:
Cultura Literatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.