1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Lygia Fagundes Telles é indicada ao Prêmio Nobel de Literatura

- Atualizado: 03 Fevereiro 2016 | 16h 20

Candidatura foi apresentada pela União Brasileira de Escritores

A escritora Lygia Fagundes Telles, de 92 anos, foi o nome escolhido pela União Brasileira de Escritores para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura. Regularmente, a UBE é convidada pela Real Academia Sueca para sugerir concorrentes – no ano passado, ela indicou o historiador e cientista político Moniz Bandeira.

A escolha de Lygia, autora de Ciranda de Pedra e As Meninas, entre tantos outros sucessos de crítica e de público, foi unânime. "Lygia é a maior escritora brasileira viva e a qualidade de sua produção literária é inquestionável", disse Durval de Noronha Goyos, presidente da UBE, em comunicado.

A autora tem obras traduzidas para o alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, polonês, sueco e checo. Alguns de seus títulos foram adaptados para o cinema, teatro e televisão.

Aos 92 anos, ela é uma das principais escritoras brasileiras
Aos 92 anos, ela é uma das principais escritoras brasileiras

No fim do ano, ela venceu o Prêmio Fundação Conrado Wessel 2015 na categoria Cultura, e ganhou R$ 300 mil. A cerimônia de entrega deve ocorrer ainda neste semestre. Em novembro, ela foi homenageada durante o Encontro Mundial de Invenção Literária, em sessão da Academia Paulista de Letras (ela é imortal, também, da Academia Brasileira de Letras), e causou comoção ao dizer que sua luta foi “heroica e desesperada”. Lygia Fagundes Telles fez história ao se tornar uma das primeiras mulheres a estudar Direito no Largo São Francisco.

Os mais recentes premiados com o Nobel de Literatura foram Svetlana Alexievich (2015), Patrick Modiano (2014), Alice Munro (2013), Mo Yan (2012), Tomas Tranströmer (2011) e Mario Vargas Llosa (2010).

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX