NIELS ANDREAS/ESTADÃO
NIELS ANDREAS/ESTADÃO

Jornalista Flávio Tavares lança livro sobre a morte de Che Guevara

'As Três Mortes de Che Guevara' (L&PM) promete uma nova versão das circunstâncias em que o guerrilheiro foi morto

O Estado de S. Paulo

16 Outubro 2017 | 11h22

Cinquenta anos depois da morte de Che Guevara (em 9 de outubro de 1967), o escritor e jornalista Flávio Tavares, colaborador do Estado, lança o livro As Três Mortes de Che Guevara (L&PM), que apresenta, segundo a editora, "a nova e verdadeira versão sobre a morte de Che".

Nesta segunda-feira, 16, o autor participa de um bate-papo em São Paulo, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, às 19h. No próximo dia 23, o lançamento é no Rio de Janeiro (na Livraria da Travessa do Shopping Leblon), com uma conversa com a jornalista Miriam Leitão.

Tavares passou 13 dias com Che na Conferência Interamericana de 1961, em Punta del Leste, experiência da qual já havia nascido o livro Meus 13 Dias com Che Guevara (L&PM, 2013). Em sua nova obra, ainda segundo a editora, Flávio amplia a experiência pessoal que teve com Che e revela depoimentos que colheu junto a testemunhas como o guerrilheiro que lutou com Che em Cuba, no Congo e na Bolívia; um coronel e um major bolivianos que o combateram e Dona Celia, mãe do revolucionário.

O novo livro tem ainda um caderno de fotos inéditas, realizadas por Tavares no encontro de 1961.

AS TRÊS MORTES DE CHE GUEVARA

Autor: Flávio Tavares

Editora: L&PM, 232 páginas, R$ 39,90

Lançamento São Paulo

16 de outubro às 19h - Bate-papo com autor, seguido de autógrafos na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Avenida Paulista)

Lançamento Rio de Janeiro

 23 de outubro às 19h - Bate-papo com o autor e Miriam Leitão, seguido de autógrafos na Livraria da Travessa do Shopping Leblon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.