Yoshiko Kusano/ Keystone via AP, File
Yoshiko Kusano/ Keystone via AP, File

J. M. Coetzee pode ganhar o Man Booker Prize pela terceira vez

Autor sul-africano está na lista de semi-finalistas do prestigiado prêmio literário, divulgada nesta quarta-feira, 27

EFE

27 Julho 2016 | 15h35

LONDRES - O autor sul-africano J. M. Coetzee, Prêmio Nobel de Literatura em 2003, foi selecionado para a final do Man Booker Prize com sua obra The Schooldays of Jesus, informou nesta quarta-feira, 27, a organização do prestigioso prêmio.

Coetzee pode se converter no primeiro autor a levar o galardão por três vezes - ele ganhou em 1983 e 1999, com os livros Vida e Época de Michael K. e Desonra.

O prêmio, que será entregue no dia 25 de outubro, reconhece desde 1969 o melhor romance em inglês escrito por autores do Reino Unido, Irlanda e países da Commonwealth, mas há três anos também aceita autores de outras nacionalidades.

Além de Coetzee, foram selecionados outros doze autores, seis britânicos, cinco norte-americanos e um canadense. Entre eles, Deborah Levy (Hot Milk) e A. L. Kennedy (Serious Sweet). No próximo dia 13 de setembro serão conhecidos os seis finalistas.

A presidente do júri, Amanda Foreman, afirmou nesta quarta-feira, 27, que os livros escolhidos desafiam o conceito que o público tem de romance e que todos gozam de uma "qualidade muito alta". "Cada obra provocou uma intensa discussão e um debate apaionado, que desafiou nossas expectativas sobre o que é e o que pode ser um romance", disse.

Confira os finalistas:

Paul Beatty (EUA) – “The Sellout” (Oneworld)

J.M. Coetzee (África do Sul/Austrália) – “The Schooldays of Jesus” (Harvill Secker)

A.L. Kennedy (Reino Unido) – “Serious Sweet” (Jonathan Cape)

Deborah Levy (RU) – “Hot Milk” (Hamish Hamilton)

Graeme Macrae Burnet (RU) – “His Bloody Project” (Contraband)

Ian McGuire (RU) – “The North Water” (Scribner UK)

David Means (EUA) – “Hystopia” (Faber & Faber)

Wyl Menmuir (RU) – “The Many” (Salt)

Ottessa Moshfegh (EUA) – “Eileen” (Jonathan Cape)

Virginia Reeves (EUA) – “Work Like Any Other” (Scribner UK)

Elizabeth Strout (EUA) – “My Name Is Lucy Barton” (Viking)

David Szalay (Canadá-RU) – “All That Man Is” (Jonathan Cape)

Madeleine Thien (Canadá) – “Do Not Say We Have Nothing” (Granta Books)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.