Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Internado há cinco dias, Verissimo coloca marcapasso

Literatura

Divulgação

Internado há cinco dias, Verissimo coloca marcapasso

Escritor foi hospitalizado no Rio com pneumonia e depois sentiu dor aguda no peito

0

Roberta Pennafort,
O Estado de S.Paulo

29 Março 2016 | 19h13

RIO - O escritor Luis Fernando Verissimo foi submetido hoje a uma cirurgia para colocação de um marcapasso. A mulher dele, Lucia Helena Massa, contou que o marido foi internado na sexta-feira no Hospital Pró-Cardíaco, na zona sul do Rio, com sintomas apenas de pneumonia. Já no hospital, ele sentiu dor muito forte no peito.

"Hoje, os médicos decidiram colocar um marcapasso provisório, porque as artérias estavam fibrilando. Depois pode vir a ser permanente. Ele tem cardiopatia severa há muitos anos, já fez cirurgia cardíaca em 1991, tem três stents no coração, ou seja, é um quadro de saúde sempre delicado", disse Lucia, que é casada com o autor gaúcho há 53 anos. 

O marcapasso é um pequeno aparelho que envia pulsos elétricos para o coração para estimulá-lo. É utilizado quando os batimentos estão mais lentos do que deveriam. A cirurgia para implante é simples, não sendo necessário abrir o coração. Em boletim médico enviado no começo da tarde, o Pró-Cardíaco informara apenas que Verissimo continuava internado para tratamento de infecção respiratória e arritmia cardíaca, e que seu quadro de saúde era estável.

Verissimo tem 79 anos. Há três, o escritor foi internado em Porto Alegre, onde mora, com dor aguda no peito, provocada pelo estreitamento das artérias que conduzem sangue ao coração. Chegou a ficar no Centro de Tratamento Intensivo mas depois voltou à vida normal. No ano anterior, havia sido hospitalizado por causa de uma gripe mais forte. Ele faz uso de remédios de uso contínuo para a cardiopatia.

O escritor e a mulher vieram ao Rio para passar o feriadão da Páscoa com o filho caçula, Pedro Verissimo, músico, que vive na cidade. Na sexta-feira, com dificuldades respiratórias, ele foi para o Pró-Cardíaco. "Não posso dizer que estou tranquila, a gente sempre tem uma insegurança. Mas ele está sendo bem atendido, vamos esperar os resultados", disse a mulher do escritor.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.