1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Harry Potter ganha versão mangá no Japão

- Atualizado: 03 Fevereiro 2016 | 17h 59

Os filmes da saga bateram recordes no país, arrecadando US$ 900 milhões e tendo sido assistidos por mais de 78 milhões de pessoas

Harry Potter e seus amigos bruxos vão se transformar em personagens de mangá no Japão, um país que continua a ser enfeitiçado pelo mundo de fantasia de Hogwarts e seus habitantes mágicos, 15 anos depois do lançamento do primeiro filme.

Treze ilustrações em estilo anime, incluindo de Harry e seus companheiros Hermione Granger e Ron Weasley, foram criadas por uma empresa de design japonês e colocadas à venda para adornar produtos derivados, como chaveiros, que devem chegar às lojas japonesas em breve.

Os filmes de Harry Potter bateram recordes de bilheteria no Japão, com os sete filmes arrecadando quase US$ 900 milhões e tendo sido assistidos por mais de 78 milhões de espectadores.

Novos desenhos em mangá de Harry Potter no Japão
Novos desenhos em mangá de Harry Potter no Japão

A versão japonesa dos personagens receberam o tratamento completo de "mangá", com direito a cabelo brilhante caindo sobre a testa e grandes olhos.

O diretor de Hogwarts, Alvo Dumbledore, o professor Snape e a fiel coruja de Harry, Hedwig, também ganharam traços de desenho animado, em uma colaboração envolvendo o estúdio de cinema japonês Shochiku e licenciado pela Warner Bros.

Para ilustrar a obsessão japonesa pelas aventuras no Mundo Mágico de Harry Potter, um parque de diversões temático da Universal Studios Japan em Osaka foi inaugurado em 2014, atraindo um número recorde de visitantes para o parque.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX