Assine o Estadão
assine

Cultura

Tatiana Belinky

Há 97 anos nascia Tatiana Belinky

Grandes nomes da literatura infantojuvenil, escritora, que morreu em 2013, fez a primeira versão de 'Sítio do Picapau Amarelo'

0

Redação,
O Estado de S. Paulo

18 Março 2016 | 09h00

Uma das mais importantes escritoras da literatura infantojuvenil do País, Tatiana Belinky nasceu no dia 18 de março de 1919 em São Petersburgo (que, à época, se chamava Petrogrado), na Rússia. Aos 10 anos, ela desembarcou no Brasil com a família, que fugia das guerras civis que assolavam seu país. E por aqui ficou até a morte, em 15 de junho de 2013.

Tatiana escreveu mais de 270 livros, entre eles Coral dos Bichos, O Grande Rabanete, O Livro das Tatianices e Transplante de Menina. No campo da tradução, destaque para O Cão Fantasma, de Ivan Turguêniev, e Histórias de Bulka, de Lev Tolstoi. Entre as adaptações, Simbad e Os Marujos e Aladim e a Lâmpada Maravilhosa.

A autora começou a trabalhar com adaptações, traduções e peças infantis ára a prefeitura de São Paulo em 1948 - e fazia isso com o marido. Quatro anos depois, eles criaram o programa Os Três Ursos a pedido da TV Tupi, que conquistou tanto sucesso a ponto de definir a carreira de escritora de Tatiana. Logo, o casal foi convidado a ter um programa fixo na emissora. Foi lá que ela e Júlio fizeram a primeira adaptação da obra de Monteiro Lobato em Sítio do Picapau Amarelo. Tatiana sempre dizia se identificar com a boneca Emília.

O casal ficou na emissora até 1966 e, seis anos depois, Tatiana iniciou uma série de colaborações na imprensa, escrevendo sobre crianças especialmente para o Estado e o Jornal da Tarde. Foi em 1985 que ela se tornou escritora de livros infantis de fato, colaborando em uma série infantojuvenil. Em 1987, publicou seu primeiro livro, Limeriques, pela editora FTD, baseando-se nos limericks (poemas curtos) irlandeses.

Mais conteúdo sobre:

Comentários