AFP PHOTO / DANIEL ROLAND
AFP PHOTO / DANIEL ROLAND

Feira do Livro de Frankfurt encerra com público similar ao de 2015

Cerca de 275 mil pessoas visitaram a 68.ª edição do evento mais importante do mercado editorial no mundo

EFE

24 Outubro 2016 | 10h26

BERLIM - A Feira do Livro de Frankfurt, que reuniu mais de 7 mil expositores de uma centena de países durante cinco dias, fechou no domingo, 23, com um público similar ao do ano passado, ao redor de 275 mil pessoas, segundo dados da organização.

Nos primeiros três dias de atividades, reservados aos profissionais do setor, a convenção registrou 142 mil assistentes, 1,3% a mais do que em 2015. 

A edição deste ano da Feira, que abriu as portas no dia 19 de outubro, teve um caráter marcadamente político: além dos eventos recentes na Turquia e a crise na Europa, que concentraram as discussões, o debate abarcou temas como o dos refugiados e o recrudescimento da censura em muitos países.

O setor editorial, por sua vez, enfocou nos desafios da era digital.

Na edição passada, o número de visitantes se aproximou de 276 mil, e em 2014 foram quase 270 mil - números abaixo dos 282 mil em 2012 e 299 mil em 2008, por exemplo.

A convidada de honra deste ano foi a cultura flamenca, que inclui Holanda e Flandres, região da Bélgica, e que levou o lema "É isso que compartilhamos" à 68.ª edição da Feira.

A próxima edição da Feira do Livro de Frankfurt ocorre entre os dias 11 e 15 de outubro de 2017, e a França é o país convidado.

Mais conteúdo sobre:
Feira Turquia Europa Holanda Bélgica França

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.