Fãs aprovam homossexualidade de personagem de Rowling

O mundo "muggle" (sem poderes mágicos) está em polvorosa com o bombástico anúncio feito pela escritora J.K. Rowling de que um dos principais personagens da série Harry Potter é gay. Até a tarde de segunda-feira, após um fim de semana de muitas fofocas a respeito da revelação feita sobre Albus Dumbledore, diretor da fictícia escola Hogwarts, havia quase 6.000 comentários sobre o tema em dois dos sites mais populares sobre Harry Potter, o www.leakynews.com e o www.mugglenet.com. "Em geral as pessoas estão contentes por ela [a autora] ter feito isso", disse Melissa Anelli, que cuida do site Leaky Cauldron, embora admita que alguns poucos usuários do site ficaram insatisfeitos. "Acho ótimo, acho que a forma como ela lidou com isso foi de que isso era só mais um fato sobre ele, da mesma forma como ele é professor, gosta de boliche e de música de câmara. E que se mais gente fosse assim teríamos menos problemas hoje em dia", afirmou ela. Rowling revelou a notícia na sexta-feira no Carnegie Hall, em Nova York, ao responder a um leitor que perguntou se Dumbledore já havia se apaixonado, uma vez que prega a força do amor. "Sempre pensei em Dumbledore como sendo gay", respondeu ela, explicando que o diretor da escola de magia se apaixonou por seu brilhante amigo Gellert Grindelwald, que mais tarde se tornaria um adepto da magia negra, derrotado por Dumbledore. (Por Solarina Ho)

SOLARINA HO, REUTERS

22 Outubro 2007 | 20h08

Mais conteúdo sobre:
LIVRO ROWLING GAY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.