Autobiografia de Luis Suárez vai ser lançada em setembro, diz editora britânica

Livro que já estava em produção antes das polêmicas com o jogador segue seu curso normal de produção

O Estado de S. Paulo

27 Junho 2014 | 10h43

A publicação de My Autobiography: El Pistolero, a autobiografia do jogador uruguaio de futebol Luis Suárez , segue como planejado, de acordo com a editora britânica Headline. O livro já estava previsto para ser lançado no Reino Unido em setembro deste ano, e a data se mantém mesmo com os problemas que o jogador teve nos últimos dias com a Fifa. As informações são do site britânico The Bookseller.

A data de publicação do livro coincide com o período de banimento que a Fifa estabeleceu para o atleta: quatro meses longe das atividades relacionadas ao futebol. Questionada, a entidade não se pronunciou se a punição poderia afetar, inclusive, a data de lançamento do livro. A Headline, porém, reafirmou que “tudo está normal”.

O livro foi anunciado em abril deste ano, e na ocasião, o editor executivo de não ficção da editora, Jonathan Taylor, disse que este seria “o livro de esportes mais vendido do ano”. Na época, Suárez tinha há pouco sido eleito pela Associação dos Jogadores de Futebol Profissionais (PFA) o Jogador do Ano.

“A carreira dele não foi sem controvérsias. Nesse livro impactante, ele vai falar de maneira franca e aberta sobre os seus altos e baixos”, disse Taylor.

O jogador uruguaio do Liverpool, da Inglaterra, foi banido pela Fifa de qualquer atividade relacionada ao futebol por quatro meses, depois de ter dado uma mordida em um jogador italiano durante um jogo da Copa do Mundo. Suárez vai perder o resto da competição e aproximadamente um mês do início da próxima temporada no futebol europeu. Empresas que usavam a imagem do jogador para a publicidade, como a Adidas e a empresa de poker online 888poker, também romperam seus contratos com o atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.